FamíliaPais e Filhos

Como curar as feridas de um pai ausente em nossas vidas:

Pode ser difícil definir o termo família. Quem realmente podemos considerar como nossas famílias? Aquelas pessoas com as quais temos laços sanguíneos ou aqueles de quem escolhemos estar perto, porque compartilhamos uma conexão verdadeira e laços positivos e saudáveis?



Como nossas vidas são afetadas com a ausência do pai, uma das figuras mais importantes para um filho?

Esse não é um assunto simples de tratar, pois o meio familiar sempre envolve certos ressentimentos, feridas, tristezas e decepções. Uma das figuras mais comuns dentro da estrutura familiar é o “pai ausente.”

Você provavelmente já conheceu um pai ausente no decorrer de sua vida, talvez até mesmo tenha um. É importante esclarecer que esse tipo de pai não é necessariamente aquele com o qual nunca tivemos contato, mas também aquele que, mesmo presente, nunca exerceu o seu papel em nossas vidas.


Nesse artigo, destacamos a importância de ter tempo para os seus filhos. A ausência do pai afeta profundamente o psicológico de uma criança, e cria muitas feridas emocionais, que, muitas vezes, não saram com o tempo.

É claro que essa situação não se limita ao pai, também existem muitas mães que escolhem ser ausentes na vida de seus filhos. No entanto, quando o assunto é abandono e suas consequências emocionais, o pai ausente é frequentemente mais comum. Vamos abordar o assunto com um pouco mais de profundidade, abaixo.

O pai que apesar de ser presente na família, está ausente na vida dos filhos

Quando crescemos com um pai que apesar de estar presente, não é capaz de satisfazer nossas necessidades emocionais através de presença, carinho, cuidado ou reconhecimento, nós nos tornamos crianças, e, posteriormente, adultos, com um sentimento de vazio dentro do coração.


O que acontece com as crianças em uma família em que existe um pai ausente, que não faz questão de criar uma conexão verdadeira com seus filhos? As crianças são tomadas por sentimentos de insegurança, faltas e vazios, o que muitas vezes as impede de crescer de forma segura e madura. As crianças precisam de estímulos positivos e carinho em sua criação. E quando isso não existe, elas sofrem as consequências: ansiedade, expectativas que nunca são cumpridas, tristeza, sentimentos de comparação entre os pais de seus amigos e seu próprio, o que gera sentimentos de inferioridade e infelicidade.

Como o pai ausente afeta a vida adulta de seus filhos?

Quando adultos, os filhos de pais ausentes tendem a ser inseguros para iniciar relacionamentos, pois não têm uma experiência positiva com relações emocionais. Eles têm medo de nutrir sentimentos positivos por outra pessoa, pois são desconfiados. Também temem serem traídos, enganados, não reconhecidos e, principalmente, ignorados, assim como seus pais fizeram com eles.

Com a maturidade, essas pessoas aprendem a reconhecer o esforço feito por suas mães ou as pessoas que as criaram, e também a enxergar o mundo de maneira mais analítica, sabendo ler as entrelinhas. No entanto, por mais que saibamos enfrentar o mundo com mais força, uma parte de nós ainda permanece ferida e afetada pelo passado.


Superando o vazio e as feridas do pai ausente

Agora você é adulto, cuida de si mesmo e tem sua própria vida. Orgulha-se de sua força e perseverança e sabe muito bem o que não deve fazer para não incorporar os comportamentos de seus pais em suas atitudes. Porém, o vazio causado por seu pai ausente ainda permanece, independentemente de ter relações com ele, ou de ele estar vivo.

Para manter uma atitude mais consciente e mudar seu padrão de vida, considere as seguintes dimensões:


  • Nosso primeiro passo deve estar focado no entendimento. É importante entendermos que o pai ausente provavelmente era uma pessoa confusa, insegura e até mesmo infeliz, que não sabia exercer seu papel de pai, porque nem mesmo entendia seu papel enquanto pessoa.
  • Em muitos casos, o pai ausente tinha recursos pessoais, como autoestima, equilíbrio e amor-próprio fracos, o que o impedia de enxergar seus erros.

Isso não justifica os danos que nos causaram, mas enxergar esses fatores nos ajuda a compreender melhor a realidade, evitando que acumulemos mais emoções e energias negativas, que apenas nos colocam para baixo na vida. Por mais que seus problemas de relacionamento tenham o tornado uma pessoa madura e forte, uma hora você precisa se desvincular do passado e focar em seu presente.


Se o seu pai foi ausente, provavelmente você teve figuras importantes em sua vida que lhe deram exemplos positivos, como sua mãe, avós, tios, amigos e parceiros românticos. Eles foram seu apoio e impulso para seguir em frente.

Concentre-se nas coisas boas e se direcione para uma vida mais gratificante!

__________

Autora da imagem: Claudia Tremblay


As pessoas vão embora por algum motivo e você não precisa se culpar por isso!

Artigo Anterior

7 sinais que você merece muito mais do que recebe em seu relacionamento:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.