Desenvolvimento PessoalO SegredoVida Plena

Como curar emoções negativas e desenvolver suas habilidades psíquicas

Quando o desejo de desenvolver suas habilidades psíquicas surge, ele provavelmente foi alimentando por uma combinação de um profundo desejo de ajudar os outros … e um recente encontro com alguns fenômenos intrigantes e de indução.



Talvez você sonhou de um ente querido que faleceu. Talvez você sabia que sua amiga estava grávida antes que ela dissesse, ou pode ser que você começou ver, ouvir, cheirar ou sentir coisas bastante fora do comum.

Há, no entanto, muitas vezes, um elemento tácito ao nosso desejo de desenvolver as nossas habilidades psíquicas, que é que quando temos uma das nossas experiências deliciosamente esquisitas, que nos faz sentir alguma coisa.

Conexão. Amor. Inspiração. Intimidade. Gratidão. Assombro. Temor.


Esses sentimentos se apressam quando você começa a explorar do que sua mente e espírito são capazes.

Então, se você está experimentando tristeza, solidão, depressão, desconexão … ou apenas um sentimento muito familiar de descontentamento e frustração leve, desenvolver suas habilidades psíquicas pode ser a medicina necessária para levantar o seu espírito … por assim dizer.

Então continue a ler para descobrir 5 maneiras concretas através das quais o desenvolvimento de suas habilidades psíquicas poderia ajudá-lo a curar as emoções negativas.

1. Meditação cura sentimentos de solidão e isolamento


A prática de meditação regular é vital para o desenvolvimento de suas habilidades psíquicas. E quando você ficar realmente bom em meditar (e com a prática você vai), vai ver a si mesmo e seu lugar no mundo de forma diferente. É realmente difícil se sentir solitário e isolado quando você percebe que é uma parte divina e amada!


2. Todas as coisas ruins pelas quais você passou de repente têm um propósito abençoado

Quando você desenvolver suas habilidades psíquicas, vai ter uma nova apreciação para o drama e trauma em sua própria vida. Encarará suas experiências ruins de uma nova forma e terá perspicácia para discutir os momentos ruins de outras pessoas de uma forma mais útil e esclarecedora.



3. Praticar mediunidade pode ajudar a curar a tristeza e o medo

Quando você pratica a mediunidade (ligação com as pessoas que faleceram) por tempo suficiente, chega à conclusão de que há vida após a morte. Seu espírito não pode “morrer” e nem seus entes queridos. De repente, não há mais muitas razões para estar triste ou com medo.



4. Aprender a interpretar símbolos psíquicos podem ajudá-lo a curar frustração

Trabalho psíquico exige que você se torne adepto de interpretar os símbolos. Essa habilidade é muito útil quando se trata de como você lida com fontes de frustração em sua própria vida. De repente você percebe que seu namorado não deixa sua toalha no chão para te chatear … e mesmo se o fizer, talvez isso não importe muito. Parabéns! Você interpretou a situação de uma maneira nova!


5. Dar uma leitura psíquica que ajuda alguém a curar ou diminuir seus próprios sentimentos de raiva e rancor


Desenvolver suas habilidades psíquicas é um esporte de equipe. Suas habilidades exigem o exercício e vão ficar mais fortes com a prática. Uma maneira que através da qual você pode praticar é dando leituras para os outros. Quando você se torna repetidamente exposto as esperanças, medos, dores e alegrias de outras pessoas, coloca suas próprias coisas em perspectiva. Ter compaixão para com os outros desta forma é um grande antídoto para a raiva e rancor. Se você pode ver intuitivamente que a pessoa está se esforçando para perdoar, talvez você possa também …?

Assim, apesar de o seu desenvolvimento psíquico ser sobre a sua estranheza e desejo de servir os outros, ele também pode servir para você. Fazer em uma viagem de aprendizado de habilidades intuitivas e descobrir talentos e habilidades que não sabia que tinha, será também uma jornada de descoberta que há muito sobre si mesmo para amar e se orgulhar.

 

___


Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Higher Perspectives

As boas pessoas não sabem que são

Artigo Anterior

De onde vem a calma

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.