Bem-Estar e SaúdeO Segredo

Como é a sua casa?

casa

Você pode morar num palácio… e se sentir numa favela, e você pode morar numa casa muito simples… e se sentir dono do Céu e das Estrelas, dono da terra, agraciado com a beleza das plantas e das pessoas.



Ainda que o Pai tenha lhes dado todas as oportunidades de ter uma boa vida, muitos esquecem de reconhecer a dádiva, a bênção e a responsabilidade. E apenas reclamam da vida. Reclamam daquilo que têm, reclamam daquilo que não têm.

É preciso, para evoluir: reconhecer onde vocês estão, quem vocês são. E porque querem ir para um lugar ou para o outro. Porque querem conquistar esta ou outra situação…

Tudo parte de um ponto. A vida parte de um ponto. O crescimento parte de um ponto. E, em alguns momentos, é o momento de voltar para dentro de si. De voltar para dentro da sua casa. De buscar o equilíbrio dentro da sua casa.


Reconhecer as suas coisas; reconhecer os seus sentimentos; reconhecer as suas necessidades; reconhecer os seus objetos, as suas roupas… Reconhecer o seu gosto; reconhecer tudo o que está a sua volta.

Não apenas a casa, no mundo objetivo, como aquilo que você carrega dentro de você. Você precisa se reconhecer, antes de querer caminhar. Porque se você caminha sem se compreender, você não tem direção. As coisas se perdem, as pessoas que passam por você também se perdem.

É importante parar. É importante voltar para a sua casa. É importante observar os seus valores, os seus sentimentos… Aquilo que está mobilizando a sua ambição. Aquilo que está mobilizando o sentimento de solidão: a vontade de mudar, a vontade de ver outras coisas.

Muitas vezes, as pessoas fogem de si mesmas. Muitas vezes, as pessoas procuram em outras pessoas o amor, o aconchego, a paz, o entendimento, que deveriam encontrar em si mesmas.


Preencha-se. Aceite a sua casa. Olhe a sua casa…
E no mundo objetivo, olhe a sua casa, olhe onde você está, olhe as coisas que você tem. E reorganize o seu lugar. Abra mão daquilo que não precisa.
Traga o aconchego, a cor, a paz, as plantas, os animais e as pessoas que você ama para perto de você.

Há um crescimento nesse ponto de equilíbrio, que é a sua casa. Todos precisam desse ponto de equilíbrio, que é a casa. Ainda, que seja para você olhar a sua volta e fazer um grande movimento de desapego. Um grande movimento de transformação.


Este ponto de autoavaliação, de introspecção, de arrumação, de cura… É fundamental para o seu caminho. Você não irá para algum lugar, se não souber hoje, onde está.

Eu Sou Mestra Pórtia. E nesse momento, trabalho na energia da Chama Violeta, num compromisso de Elevação da Consciência. Num compromisso de ajudar na compreensão do Processo de Transformação.

A Humanidade vem progredindo muito nos últimos tempos. Grandes avanços… A Era da Tecnologia é agora. Mas, é o momento também do Homem se avaliar dentro de um grande movimento.
Porque, junto com a evolução do Mundo, é preciso que exista em cada um, a evolução do Amor. A evolução da Paz, da Doação, da Troca… Do enxergar o outro como ele é, e do enxergar a si mesmo, como você é.


Se não, vocês estarão vivendo em tempos difíceis, com o karma muito acelerado. E ainda, nas guerras e nas lutas.

Acalme o seu coração. Faça as pazes com o seu destino e volte para a sua casa. Aceite a sua casa, ame a sua casa. Faça do seu ambiente íntimo, um lugar muito bom para acolher e aceitar você.
E ali nas suas práticas, na sua intimidade… Coloque muito, muito Amor. Coloque flores, coloque frutas. Dê espaço aos animais, as pessoas. Converse com os amigos, cozinhe para eles, faça a troca. Porque, ali está uma Energia de Cura.

E quando você cura a sua casa, quando você se cura dentro da sua casa… Você está oferecendo a cura a todos aqueles que estão com você.


____

Por Maria Silvia Orlovas  – Publicado Oritinalmente em: Stum

Se você não me quiser

Artigo Anterior

O oito infinito…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.