publicidade

Como educar filhos autorrealizadores, confiantes e autônomos?

Se um pai ou uma mãe cria seus filhos com autoestima elevada e autoconfiança, com vontade de sair e enfrentar o mundo, os pais terão cumprido sua responsabilidade.



Emprego, renda, amizades, saúde e até casamentos podem ir e vir. O relacionamento mais importante e duradouro que você pode ter começa quando você traz uma criança ao mundo; seu papel como pai ou mãe durará enquanto você estiver vivo.

O impacto da sua decisão e dos seus comportamentos pode afetar seu filhos e os filhos de seus filhos ao longo de gerações. Ter filhos é provavelmente a responsabilidade mais profunda que você pode assumir, inclusive, ninguém nasce sabendo criar e educar filhos com sucesso.

Todos nós começamos como amadores, mas a boa notícia é que podemos aprender muito sobre como ser pais eficazes ao ler livros, revistas, artigos que podem nos dar ideias, além de fazer cursos e buscar ajuda de especialistas da área para sermos o tipo de pais que queremos ser.

Quero deixar uma pergunta para você: qual o papel dos pais?

Na minha opinião, o principal papel dos pais é amar e nutrir seus filhos, assim como incentivar sentimentos de autoestima, autoconfiança e autonomia.


Se um pai ou uma mãe cria seus filhos com autoestima elevada e autoconfiança, com vontade de sair e enfrentar o mundo, os pais terão cumprido sua responsabilidade. Por outro lado, se um pai ou mãe dá para um filho várias posses materiais, mas a criança não tem autoconfiança, autoestima e autonomia, então, nesse sentido, os pais falharam em cumprir a sua responsabilidade primária.

Faz sentido para você?

Já foi dito que o adulto médio passa a segunda metade de sua vida superando os primeiros cinco anos. Abraham Maslow sugeriu que existem dois tipos de necessidades as quais nos esforçamos para satisfazer: as de deficiência e de potencial ou essência. A criança que é criada sem uma quantidade suficiente de amor ou apoio tende a passar a vida inteira tentando compensar suas deficiências em vez de realizar seu potencial.


Como você vem criando seus filhos?

Dar amor e apoio é primordial. É comum receber no consultório pais e famílias em total desequilíbrio justamente por não saberem como criar seus filhos. O sentimento de culpa e incapacidade toma conta, e o resultado é um contexto familiar totalmente disfuncional.

No processo psicoterapêutico, a família é convidada a refletir sobre suas emoções e como gerar mais emoções positivas, engajamento, sentido de vida, realizações e relacionamentos positivos, além da promoção de educação emocional positiva na criação de seus filhos.

Possivelmente, a coisa mais gentil e assertiva que um pai ou mãe possa fazer seja dar à criança o apoio emocional necessário para que ela cresça e prospere, sentindo-se amada e apoiada totalmente pelas pessoas mais importantes em sua vida.

A educação das crianças é de nossa total responsabilidade, por isso separei algumas dicas para ajudar na educação de filhos autorrealizadores, confiantes e autônomos:

– Ofereça feedbacks construtivos.

– Concentre-se no comportamento indesejado, não na pessoa.

– Fale sobre os seus sentimentos, as crianças entendem, não se engane.

– Concentre-se no futuro, não no passado.

– Consiga um acordo sobre o que será feito de forma diferente.

– Ofereça ajuda e se empenhe em ajudar.

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.