Como gerir os conflitos familiares

Todos nós fazemos parte de uma família e todos nós enfrentamos conflitos, seja com o nosso marido, esposa, filhos, pais, sogras, cunhados…



Hoje vamos perceber como podemos minimizar os conflitos familiares, apenas com as nossas atitudes! Não vamos falar daquilo que os outros devem ou podem fazer mas sim daquilo que “eu” posso fazer para evitar estes conflitos.

Muitas pessoas que não se entendem no primeiro casamento, se não alterarem a sua forma de agir, provavelmente também não se vão entender no 2º nem no 3º… Os homens  ou as mulheres são todos iguais!! É a queixa de quem tem sempre a mesma atitude!

Para evitar os conflitos é necessário estar atento ao seguinte:


Definir normas familiares

  • Quem é a autoridade em casa?
  • Em que tarefas participa cada um?
  • Quem administra o dinheiro?
  • Quem é o responsável por pagar as contas?
  • A que hora vão para a cama as crianças?
  • Quem vai as compras?

Respeite as normas

Para evitar conflitos é preciso deixar claro quais são as normas da família e é indispensável  que todos os membros as conheçam..

Depois de conhecer as normas, cada um deve respeita-las e quando não concordar deve ter a liberdade de falar sobre aquilo que não concorda com os outros membros da família. Sempre com muito respeito!

Mesmo fazendo tudo isto vai haver sempre algum conflito, então o que pode cada um de nós fazer para gerir estes conflitos e que eles não destruam a nossa família?



Não envolva outros nos conflitos familiares

Um dos grandes erros que se cometem nas relações é deixar que pessoas de fora tenham conhecimento dos problemas familiares e se metam neles, por exemplo conhecemos a eterna guerra entre noras e sogras. Na maior parte das vezes as mães metem-se nas vida dos filhos porque eles são os próprios a envolve-las… quando algo corre mal entre o casal alguns tem o habito de ir fazer quiexinhas ao pai e à mãe, procurando apoio num momento de frustração, mas isto só vai piorar o problema, porque assuntos que deveriam resolver-se em privado terminam sendo conhecidos por todos… a mãe conta a uma amiga, a amiga conta a outra e em pouco tempo toda a vizinhança já sabe do conflito,  mas o pior é que quando chega à terceira pessoa a historia já vai totalmente alterada! Deixar que os pais ou sogros tenham qualquer tipo de autoridade em sua casa pode destruir a sua família.

Não envolva os seus pais nem outros familiares nos seus problemas, para não arranjar um ainda maior. já conhecemos o velho ditado “Entre homem e mulher ninguém meta a colher”


Preste atenção à sua expressão corporal

Cuidado com os olhares ofensivos  e usar o dedo levantado para acusar e julgar os membros da nossa família , ninguém gosta de sentir-se ameaçado ou ser julgado, o normal é reagir igual e aumentar assim o conflito.


Respeite os hobbies de cada um

Existe uma grande diferença entre a  perspetiva da esposa e do marido de como usam o tempo livre, respeite o hobby de cada um. Um talvez goste de ler, o outro de jogar futebol, ou ver um filme, cada um tem as suas preferencias e porque eu não gosto não tenho o direito de criticar as preferencias do outro.


Cuidado com a manipulação emocional

Dentro da família há muitos manipuladores e manipulados

A esposa pode usar a chantagem emocional por dizer ao marido  – “Faço tudo por ti e tu deixas-me sempre sozinha para ires jogar futebol com os teus amigos…

O marido pode ser manipulador quando diz:  “Se não fosse eu não tinhas nada!”

Em outras relações existe a ameaça de suicídio,  “Se me deixas eu mato-me!”  (Quando alguém faz este tipo de ameaças precisa tratamento especializado pois muitas vezes é mais do que chamar a atenção.)

Filhos que exigem dos pais mais do que eles lhe podem dar… “ Todos os meus amigos tem um iphone, eu também quero!”

Usar a manipulação para conseguir o que se quer ou simplesmente para sentir-se superior demonstra um grande egoísmo!

Deixar-se levar pela manipulação do outro, seja esposa, marido, filhos… é sinal de uma baixa auto estima. A manipulação gera muitos conflitos, por isso se tem por habito ser manipulador, perceba que isto só o prejudica a si e à sua família.


Gritos perturbam e destroem

Quando alguém dentro da família tem por habito gritar, os demais membros não devem responder com mais gritos, aquele que grita sozinho, rápido percebe que está agir mal, mas se todos gritarem o ambiente descontrola-se e a falta de respeito é geral. Este tipo de atitudes provocam muita frustração e termina por destruir a família.

Se tomarmos nota de estes pontos e os pusermos em pratica,  podemos evitar muitos conflitos e manter a nossa família mais unida e feliz!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.