Como lidar com a energia negativa no ambiente de trabalho

9min. de leitura

Se você ganhar na loteria hoje, não importa quantos carros possam fechá-lo no trânsito, sua energia e alto astral estarão inabaláveis. O segredo está nas energias de dentro, não de fora! O exterior interfere, o interior importa.



Qual é a sua capacidade de armazenar energia?  Quão rápido ela se desgasta ao longo do dia? O que mais o consome? Quais são as suas fontes? Ter as respostas para estas perguntas é tão importante quanto saber as características do veículo para realizar uma viagem bem planejada: quantos litros de gasolina ele armazena? Quantos quilômetros por litro faz? Qual será a distância percorrida? Quantas vezes precisará abastecer?

Assim como a resposta varia de modelo para modelo, as medidas a serem tomadas (ao lidar com as energias) serão diferentes para cada pessoa.

Eu não acho que todas as pessoas amam sextas-feiras só porque odeiam seus trabalhos. Eu vejo que algumas delas são assim porque sabem que, no final de semana, poderão descansar e recarregar as energias.


Acordar cedo, enfrentar trânsito, resolver problemas, lidar com as contas, conviver com pessoas mal-humoradas, inseguras e agressivas, são alguns dos maiores consumidores diários de energia – no final de semana, eles não estarão lá! YEEEES!. E ainda nem estou falando de ambiente pesado, apenas energia corporal, emocional e mental.

É importante olhar ao redor sem o “martelo do juiz” por, pelo menos, uma vez. Isto é, em vez de apontar os erros e julgar os comportamentos alheios, procurar entender os motivos que podem estar levando as pessoas a agirem assim: estão inseguras em seus cargos? Estão com problemas pessoais? Estão cansadas demais? Como posso ser luz na vida delas?

As pessoas estão muito carentes, inseguras, talvez, um pouco impotentes. Elas competem com robôs (que são perfeitos), com celebridades e padrões de beleza (perfeitos), com pessoas que, ou são mais experientes ou mais cheias de gás, de qualquer modo, são marcas inatingíveis, ameaças para seus relacionamentos, carreiras e, eventualmente, espiritualidade. No meio deste cenário hollywoodiano, elas só querem sentir que têm valor como são!


Todo mundo quer se sentir especial. E todo mundo pode ser especial. A diferença é que pessoas especiais fazem os outros se sentirem especiais.

Pense nisso por um minuto: quando alguém lhe fez uma gentileza, ele o fez sentir-se especial, importante, notado, e, por isso, ele tornou-se especial (de alguma forma) para você.

Lembro-me de ser ainda menino e ouvir o Renato cantar “(seus pais) são crianças como você / o que você vai ser quando você crescer”, e me perguntar o que aquilo queria dizer. Mais de uma década depois, entre tantas coisas, o que eu entendi: a criança é aquela que está sempre aprendendo algo, sempre crescendo, aquela que está sempre cheia de medos, inseguranças, incertezas e… carente de atenção.

É magicamente lindo ver como sempre tem aquela criança, no meio de todas as outras, que dá o primeiro passo e faz uma gentileza, e cede um pouquinho, deixa o seu ego de lado e acaricia o ego do outro. É só quando esta criança assume este posto, que todas as outras se acalmam (e retribuem).

Às vezes, o ambiente está “pesado”, mas é de preocupações, de dores silenciosas, egos feridos e muita ansiedade – não uma ansiedade de pôr a carroça na frente dos bois, mas a de pegar os bois, a carroça, o próprio peso e jogar tudo sobre as costas –, porque ninguém foi capaz de ser aquela criança que oferece o brinquedo para o coleguinha. Às vezes, um elogio, um convite para um café, uma ajuda ou um bilhetinho carinhoso pode injetar energia boa e transformar todo o resto. Compreensão, respeito e paciência.

Tem coisas que são tão absurdas que você, simplesmente, desconsidera. Tem ou não tem? Este poder de desconsiderar pode ser usado em outras ocasiões. Eu mesmo tive uma professora de alemão, na adolescência, que me xingava e gritava cada vez que eu errava algo. No início, era bem assustador, mas depois que eu entendi que aquele era o jeitão dela, eu vi graça.  A situação era a mesma, mas a minha reação era diferente, e isto mudou o resultado.

Ok., às vezes o clima fica pesado. As pessoas trazem a negatividade de suas casas e, coletivamente, escurecem o ambiente. Bem, eu só conheço um jeito de acabar com o escuro: acendendo a luz.

Como você acende a luz é extremamente pessoal e individual. Pode ser uma reza, um mantra, um amuleto…

Eu recebo muitas mensagens de leitores pedindo sugestão de o que usar, como e quando fazer para acender a luz. E, como já mencionei em outros textos, sempre sugiro a oração cabalística do Ana Bekoach, uma das orações mais antigas e poderosas já existentes; o Ana Bekoach baseia-se nas primeiras 42 letras do livro de Gênesis e contém toda a energia da criação, trazendo luz, soluções, auxílio, providência, direcionamentos, inspiração e proteção. Os sábios acreditam que o simples fato de ler estas letras hebraicas conectam a alma com esta energia poderosa, uma vez que os olhos são a janela da alma – assim como o leitor infravermelho capta informações ao ler o código de barras. Outro segredo contido no número “42”, de acordo com a numerologia cabalística, é que ele tem a união das energias do início do processo da criação, “Que haja…” (25) e da conclusão do processo (e viu Deus que isto era) “bom” (17). 25+17=42

Minhas experiências com esta oração são fantásticas, e é assim também com amigos e pessoas próximas a mim, mas esta não é a única oração, tampouco é a oração “certa”, é uma boa ferramenta que pode ou não servir para você neste momento. Nem a melhor das furadeiras pode ajudá-lo, se, agora, você está precisando de um martelo. Entende o que quero dizer?

No final das contas, tudo depende de quanta energia você tem em si, onde está o seu foco e ao quê você dá mais importância.

A sua noite de sono é o bastante para energizá-lo e fazê-lo atravessar o dia inteiro sem desgastes, ou é necessário fazer recargas ao longo do dia? E ao longo da semana? O que pode recarregá-lo? Música, café, respirar fundo, família, bichinho de estimação, namorada, oração, mantra, yoga, passe, sal grosso?

Para mim, três coisas são eficientes e imediatas: gratidão, boa ação e sorriso (mesmo que forçado, inicialmente).

Sim, o ambiente influencia, mas o poder final de decisão está em suas mãos, assim como a serpente influenciou Eva, mas a decisão final de comer o fruto foi dela.

Quando a escuridão do ambiente está apagando a sua vela, está na hora de reabastecer o lampião. Se você ganhar na loteria hoje, não importa quantos carros possam fechá-lo no trânsito, sua energia e alto astral estarão inabaláveis. O segredo está nas energias de dentro, não de fora! O exterior interfere, o interior importa.

Para concluir esta ideia: um sopro de Luz na sua alma e uma frase de São Francisco de Assis:

Nem toda a escuridão do mundo pode apagar a luz de uma única vela”.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: mangostar / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.