publicidade

Como nada é garantido, é hora de abraçar o que deu errado!

Nada é certo, garantido ou pode ser previsto sem erros. As coisas acontecem e sempre vão acontecer de jeitos que a gente não espera. Nessas horas, abraçar o inesperado pode ser a sua melhor saída.

Um rapaz planejou um passeio, se perdeu e foi parar no lugar errado. Explorou aquele local desconhecido e resolveu sair de lá para ir ao lugar “certo”. Chegando no destino, percebeu que onde tinha ido parar por acidente era muito mais bonito. Seu amigo faltou um dia de aula e acabou sendo colocado aleatoriamente num grupo de desconhecidos para fazer um trabalho da faculdade. Anos depois, casou com uma garota daquele grupo.



O completo acaso pode transformar o seu dia, ou em certos casos até a sua vida. O que teria acontecido se o rapaz tivesse ido à aula naquele dia?

Claro que essas duas histórias não servem de base para você tomar decisões impulsivas ou impensadas. Os dois casos têm finais felizes, mas poderiam ter resultado em experiências horríveis. A questão é que muitas vezes não sabemos como lidar com o inesperado.

Você tem planos, eu tenho planos. Todos nós temos planos. Mas as circunstâncias mudam e às vezes é difícil aceitar que as coisas não saíram como a gente queria.


Podemos tentar adivinhar o que vai acontecer e agarrar com força os nossos planos, mas no fim das contas nada é garantido, nada é certo e nada pode ser previsto com certeza.

Muitas vezes pensamos que estamos no controle das situações, mas as coisas simplesmente acontecem do jeito que acontecem – não há nada que possamos fazer para impedir. É da resistência que surge a dor, o medo e o sofrimento.

Os planos devem se adequar, ou até deixar de existir. Quando as coisas estão imprevisíveis e mudando com intensidade, fazer um plano pode ser engessar uma situação que poderia ser muito mais bem aproveitada se deixássemos as circunstâncias nos levarem um pouco. Deixar a maré levar, o vento bater, chame como for, mas deixar as coisas acontecerem e ver no que dá. Sem chilique, sem tristeza, sem tentar se agarrar com toda força às coisas que você acredita ou planeja.

Deixar o inesperado entrar na sua vida de forma natural, sem resistência, pode ser a melhor saída.


Quando você abraça novas possibilidades, pode perceber que a oportunidade na sua frente é muito melhor do que aquilo que esperava. Então vale a pena abrir o peito bem aberto para receber o que a vida tem para oferecer.

Receber um diagnóstico de doença séria, ser demitido da noite para o dia ou ter um acidente de carro são surpresas horríveis e é normal que a gente tenha medo, mas nem por isso podem ser evitadas. Elas são uma parte natural da vida. Enquanto tivermos medo do inesperado, buscaremos não correr riscos e deixaremos de explorar.

Como o destino “errado” que era melhor do que o certo, uma injeção de acontecimentos inesperados na sua vida pode acabar trazendo coisas boas. Mesmo se trouxer coisas ruins, você pode aprender com elas e crescer pessoalmente. Podemos aceitar que o que aconteceu já está feito e buscar tirar o máximo proveito de cada situação.

É abraçando a mudança, o acaso e o inesperado que podemos mudar a direção da vela e usar o vento ao nosso favor.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.