Como o nosso primeiro amor afeta o resto de nossos relacionamentos

O primeiro amor não é tão comentado e valorizado à toa. Ele realmente é marcante em nossas vidas, molda as nossas experiências com os sentimentos e nos ensina muito sobre nós mesmos e o mundo à nossa volta. Nunca o esqueceremos.

Quando perdemos esse primeiro amor, a dor é tão profunda que pode nos traumatizar por toda a vida, principalmente quando é inesperada ou não acontece de maneira “saudável”.

Não é fácil seguir em frente depois de perdermos nosso primeiro amor, mas o primeiro passo para esse recomeço é compreender o valor que esse amor tem em nossas vidas.

Um artigo publicado no site Psychology Today diz que os primeiros amores são muito importantes para nossos cérebros, porque se relacionam com as primeiras pessoas pelas quais sentimos atração na vida.

Carl E. Pickhardt, autor do artigo, diz o seguinte: “Sentir-se tão profundamente conhecido e profundamente conhecedor faz com que os outros relacionamentos pareçam mais rasos”.

No entanto, Pickhardt acrescenta: “O amor que parece para sempre não dura necessariamente para sempre”. E isso dói.

Nossa grande dificuldade em deixar ir o primeiro amor relaciona-se exatamente com essa experiência especial que temos com ele. Um artigo da LiveScience mostra que a atração que sentimos pelas pessoas que amamos é uma herança de nossa evolução enquanto espécie e que, por isso, permanece conosco.

Quando o primeiro amor acontece na adolescência, experimentamos todos os efeitos com mais intensidade, de acordo com a BBC News, e por isso é mais difícil deixar ir. O vínculo é muito mais intenso.

Dito isso, ainda que seja difícil e doloroso superar o primeiro amor, essa experiência contribui para nossa maturidade e sabedoria de vida, trazendo muitos ensinamentos e lições que ajudam a moldar uma versão mais evoluída de nós mesmos.

Mostramos abaixo alguns dos benefícios de superar o primeiro amor.

1. Primeiros amores nos ensinam como funciona o amor

Esse relacionamento marca nossa primeira experiência pessoal com o sentimento mais poderoso que existe. Isso é algo que nunca esqueceremos, não importa como as coisas terminaram.

No entanto, por mais que nossas memórias se mantenham as mesmas, as pessoas mudam, e nem sempre tudo sai como desejamos. Quando aceitamos essa verdade, damos o primeiro passo para deixar ir.


2. Nós nos aperfeiçoam para os próximos relacionamentos

Querendo ou não, essa é o nosso primeiro contato com o amor, é como um “protótipo” de relacionamentos. Quando dão certo, é incrível, mas quando não dão, trazem-nos muitas lições que podemos aplicar em nossos próximos relacionamentos.


3. Os primeiros amores nos ensinam a sermos pessoas mais altruístas

Antes de nossos primeiros amores, provavelmente estávamos mais acostumados a fazer as coisas por nós mesmos, considerando apenas nosso próprio bem-estar. No entanto, ao nos depararmos com esse sentimento, aprendemos a abrir mão de nossas conveniências para fazer o relacionamento durar.


4. Eles nos mostram que também podemos ser amados e cuidados por pessoas que não são de nossas famílias

Muitos de nós temos um profundo apego com nossas famílias e sentimos que podemos contar apenas com elas. No entanto, quando nossos verdadeiros amores aparecem em nossas vidas, aprendemos que podemos ser amados e cuidados por outras pessoas, que não compartilham nenhum vínculo parentesco conosco.


5. Nossos primeiros amores nos ensinam a resolver problemas

Eles nos ensinam que as coisas não se resolvem por conta própria, e que a comunicação é fundamental para resolvermos qualquer tipo de problema na vida.


6. Eles nos motivam a nos tornarmos pessoas melhores a cada dia

Não importa como termine, o primeiro amor nos traz aprendizados valiosos em todas as áreas da vida, principalmente nos mostrando coisas em nós mesmos que precisamos aperfeiçoar para sermos pessoas melhores e vivermos vidas mais felizes.


7. Primeiros amores nos permitem amar novamente

Abrimos nossos corações pela primeira vez para essas pessoas, e conseguimos fazer isso novamente. A capacidade de amar e ser amado é magnífica e transformadora.

Nós nunca realmente superamos o amor, apenas seguimos em frente, vivendo nossas vidas e construindo novos amores, até que a experiência se torne apenas uma lembrança, que mesmo sem estar completamente viva, faz parte de quem somos.

Nosso primeiro amor ajudou a moldar a pessoa que somos hoje, e isso é valioso.



Direitos autorais da imagem de capa: Sharon McCutcheon / Unsplash



Deixe seu comentário