5min. de leitura

Como o poder do perdão os libertará…

O perdão não apaga o passado, mas olhe para ele com compaixão.

Guardar o perdão mantém vivas as emoções de mágoa, raiva e culpa que descolore a nossa percepção da vida.


Para perdoar, evite seguir os pensamentos que o fazem sentir-se injustiçado, em vez disso, confie no poder do perdão para curar a sua dor. Ao abraçar a dor e o ressentimento, tenha em mente que você sofrerá ainda mais, porque a tristeza é intensificada para mantê-la viva.

Apesar das percepções das pessoas de que o perdão significa esquecer, o seu motivo é preservado em autoperdão e o papel que você desempenhou na cocriação das circunstâncias.

Isso não significa que você concordou com o que aconteceu.


Dado o seu envolvimento, mesmo como uma vítima, você se perdoa independentemente do seu papel.

O perdão significa abandonar o ódio, em vez de permitir que ele se  alimente de você.

No filme de 2009 Invictus, Nelson Mandela interpretado pelo ator Morgan Freeman, ele menciona:

“O perdão começa aqui. O perdão liberta a alma. Remove o medo. É por isso que é uma arma tão poderosa. O passado é o passado, nós olhamos para o futuro “.


Tenha certeza que este foi um grande desafio para ele.

Notavelmente, há uma estreita ligação entre emoções e doenças negativas, documentadas na última década por vários médicos importantes.

As emoções tóxicas e destrutivas têm o potencial de ativar certas doenças, se não atendermos ao nosso bem-estar emocional. Toda doença ela é psicossomática.

Eu reconheço que é difícil perdoar um criminoso, um agressor, pois  isso vai contra nosso código moral. No entanto, se você considerar por uma perspectiva maior, o perdão está associado ao seu bem-estar emocional, não apenas à concessão do perdão a outra pessoa.

“No final do dia, o perdão não é realmente para o benefício da outra pessoa, mas sim para nós mesmos. Independentemente de quão ilógico possa parecer, às vezes, é através do perdão incondicional que entregamos o passado ao passado e entramos no presente, libertando-nos para vivenciar e permanecer na Luz infinita que cura as nossas feridas mais profundas e dolorosas .”

“O perdão não altera o passado, mas aumenta o futuro” – Paul Boese

Eu cresci em um relacionamento tenso com minha mãe, em conjunto o desprezo do meu pai, com isso eu levantei um ressentimento em relação a minha manipulação incorreta emocional por um longo tempo.

No entanto, experimentei uma mudança profunda, quando perdoei a eles e a mim mesmo. Eu vi a maior lição das minhas experiências que me guiava para o amor-próprio.

A raiva e o ressentimento nos mantêm presos ao passado, reproduzindo emoções que impedem o poder, em vez de viver no momento presente.

As pessoas desejam uma vida mais feliz, porém, ainda são relutantes em abandonar as emoções tóxicas, acreditando que perdoar seu agressor apaga o passado. E acreditando nisso, tenha certeza de que você estará mais distante da verdade.

“Quando você está ferido, especialmente por pessoas importantes em sua vida, seu empoderamento é desafiado, e sua dignidade é questionada.

“A vulnerabilidade da perda de capacitação criada dentro de você, permite que a ferida cause danos em  sua dignidade “, afirma o autor Mario Martinez do livro  The MindBody Code: Como mudar as crenças que limitam sua saúde, longevidade e sucesso.

Do ponto de vista espiritual, o ego alivia o medo e nos convence de que fomos injustiçados.

E isso meu amigo(a) mantém a raiva e o ressentimento para manter a dor viva.

“Quanto mais você se conhece, mais você se perdoa.” –  Confúcio

Por outro lado, o amor afirma a visão oposta do perdão,  da paz e  da alegria.

O autor Dr. Wayne Dyer, mencionou em uma entrevista  que nós  podemos ser felizes ou podemos  estar certos, mas não podemos ser ambos. Devemos abandonar as emoções destrutivas para descobrir a paz e a felicidade,  porque os dois não podem coexistir.

Independentemente das circunstâncias, o meu conselho de hoje é que você responda ao seu passado com compaixão, e não aprisione as experiências.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: evdoha / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.