Como os filósofos definem a felicidade de forma diferente:

Felicidade: algo que todos queremos.



Mas o que exatamente é a felicidade? Você poderia descrevê-la em uma frase?

Se você não tem certeza sobre a definição exata de felicidade, você não está sozinho.

Muitos filósofos têm ideias diferentes sobre o que é a felicidade e como ela pode ser alcançada.

A visão de Aristóteles sobre felicidade

Aristóteles disse: “A felicidade depende de nós mesmos”, e acreditava que a felicidade era o objetivo final da existência humana.


Ao invés de ver a felicidade como algo que você pode experimentar depois de passar em um teste, ou enquanto se divertia com os amigos, Aristóteles pensava que a felicidade era uma medida de toda a sua vida e quão bem você a vivia.

Ele pensava que a felicidade era um objetivo final, não apenas um sentimento momentâneo.

Aristóteles acreditava que todos os seguintes fatores eram importantes quando se tenta alcançar a felicidade:


  • Saúde
  • Dinheiro
  • Amizades
  • Relacionamentos
  • Conhecimento

De acordo com Aristóteles, as decisões que você toma são extremamente importantes.

Então, ele pensava que, em vez de escolher opções que ofereçam gratificação instantânea, devemos  agir de maneiras que ofereçam benefícios a longo prazo. Por exemplo, praticar um esporte, ao invés de ficar sentado no sofá toda a noite.


A visão de Kant sobre a felicidade

Kant disse: “A felicidade é a satisfação de todas as nossas inclinações”.

Mas quais são exatamente essas inclinações?

Bem, Kant também reconhece o fato de que nem sempre sabemos o que é melhor para nós, dizendo que os seres humanos:

“Não são capazes de determinar com total certeza  o que os tornará verdadeiramente felizes.”

Pode parecer contraproducente, mas Kant acreditava que quanto mais você tentasse ser feliz, mais infeliz você seria.

Alguma vez você já tentou tanto aproveitar algo que acabou se sentindo desapontado?

Então você entenderá essa teoria.

Em vez de tentarmos constantemente alcançar coisas que acreditamos que nos farão felizes, Kant diz que devemos nos concentrar em agir da maneira que acreditamos ser certa.

Isso pode envolver:

  • Fazer coisas para ajudar os outros
  • Fazer coisas por um senso de dever
  • Tentar ser racional e moral o máximo possível

E não envolver:

  • Tentar ficar rico
  • Trabalhar em direção a bens materiais
  • Tornar-se também focado em objetivos egoístas

Então, a mensagem básica é parar de ficar obcecado com a felicidade e tentar ser uma boa pessoa.

Quando fazemos a coisa certa, a felicidade seguirá naturalmente.


A visão de Nietzsche sobre felicidade

Nietzsche disse: “O que é felicidade? O sentimento de que o poder aumenta, que a resistência está sendo superada”.

Nietzsche acreditava que a felicidade era uma espécie de poder que as pessoas podiam exercer ao redor do mundo.

Isso pode parecer um pouco estranho, mas pode  manifestar-se de muitas formas.

Por exemplo, para ser feliz, você pode querer o poder para:

  • Viver no lugar que deseja
  • Trabalhar em um emprego que você gosta
  • Ter relações com pessoas de sua escolha
  • Gastar seu tempo da maneira que quiser

Quando o poder de fazer essas coisas é tirado, sentimo-nos infelizes e tentamos recuperar o controle.

Recuperar o controle pode ser procurar um emprego melhor, deixar um relacionamento ou mudar para uma nova localização geográfica.

Nietzsche acreditava que a felicidade estava fortemente ligada ao trabalho pessoal e à capacidade de viver a vida do jeito que se quer.


A visão de Sócrates sobre felicidade

Sócrates acreditava que muitas experiências que podemos descrever como prazerosas, como sentir-se melhor depois de uma longa doença, não eram verdadeiras felicidades – apenas a ausência de sofrimento.

Ele pensava que a felicidade não deveria basear-se em coisas externas, mas em como elas são usadas.

Por exemplo:

  • Usar dinheiro para doar para uma boa causa
  • Usar a inteligência para resolver problemas
  • Usar a força para o bem e não manipular os outros
  • Então, não é sobre o que você tem – é sobre como você o usa

A chave para a felicidade

Então, com todas essas opiniões diferentes, como podemos alcançar a felicidade?

Nós incluímos algumas ideias-chave abaixo:

  • Não se concentre demais na busca da felicidade
  • Tente viver de uma maneira moral e racional
  • Assuma o controle de sua própria vida, sempre que possível
  • Não baseie a felicidade em coisas externas, como dinheiro
  • Use seus pontos fortes, como a inteligência, para fazer o bem
  • A felicidade é um objetivo final, não um momento fugaz de prazer

Pronto para ser mais feliz? Tente seguir as teorias acima em sua própria vida.


Referências do texto: Aristotle and Happiness –  Kant’s Foolproof Recipe for Happiness –  Socrates and Happiness

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Hack

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.