5min. de leitura

COMO OS PENSAMENTOS SABOTAM A SUA PROSPERIDADE:

Olá! Aqui é a Isabele. Espero te encontrar bem.


Hoje quero falar de como pensamentos podem sabotar e empurrar para bem longe a prosperidade de sua vida. Em primeiro lugar nossos pensamentos conduzem a sentimentos que conduzem a ações. Então, se logo você pensar que não é capaz de alcançar o que deseja, provavelmente sua mente acreditará nisso, sua mente acreditando nessa “verdade” que já enviou a ela, muito dificilmente você conseguirá atrair prosperidade para sua vida. Digo prosperidade em sentido amplo e completo da palavra que pode ser: a realização dos seus sonhos, aquele relacionamento esperado, promoção no trabalho, casamento, etc.

Prosperidade (do latim prosperitate) refere-se à qualidade ou estado de próspero, que, por sua vez, significa ditoso, feliz, venturoso, bem-sucedido, afortunado (Novo Dicionário Eletrônico Aurélio, versão 5.0, e Dicionário Houaiss da língua portuguesa, 2001.).

como-os-pensamentos-sabotam-a-sua-prosperidade-foto-02


E como nossos pensamentos podem impactar em nossa vida? Porque além do pensamento conduzir a sentimentos e ações, nossas ações geram nossos resultados!

Provavelmente você já se deparou com pessoas com muito talento, mas por não acreditarem que é possível, vivem em um ciclo constante de auto sabotagem. Esses pensamentos sabotadores dominam de uma forma tão intensa, que as pessoas inconscientemente sem perceberem, criam situações para que realmente suas ações confirmem seus pensamentos, coisas do tipo: Não sou capaz, não pode dar certo, não tenho competência suficiente, vou fracassar e por aí vai. E você pode estar se perguntando, será mesmo que uma pessoa em sã consciência pode pensar e fazer isso? Sim, pode! Porque sua programação mental está condicionada para isto.

Quando acreditamos em algo com muita força esses pensamentos viram crenças que passam a dirigir e controlar a vida de uma forma que, as pessoas não conseguem discernir ou até mesmo questionar se essas crenças possam ser falsas. Sabe por quê? Porque acreditam elas acreditam com toda a força de suas almas que realmente não podem ser felizes ou conseguir o que tanto almeja.


Existem vários motivos para essas crenças “brotarem” em nossa mente e muitos delas se constitui da informação ou programação que recebemos do passado, sobretudo, quando ainda éramos criança. Geralmente de pais, irmãos, amigos, figuras de autoridade, professores, líderes religiosos, mídia e cultura, etc.

Por isso é importante fazer sempre uma autoanalise de nossos pensamentos e crenças, conscientizando-se de que muitas delas não são nossas e vieram provavelmente de fora de alguma programação de quando éramos mais jovens.

Observe seus medos, seus pensamentos, suas crenças, os seus hábitos, as suas atitudes. Coloque sob a lente de um microscópio e estude-se. A única maneira de mudar o seu mundo “exterior” é modificar o seu mundo “interior”.

Pegue um papel e caneta: Anote o que pensa a respeito de felicidade, dinheiro e prosperidade. Veja se consegue identificar seus condicionamentos do passado em relação aos itens acima. Analise padrões e comportamentos que não consegue se livrar e veja se está condicionado a alguma programação do passado.

Quando pensamos, emitimos uma descarga elétrica que gera um campo vibracional capaz de atrair o que estamos vibrando. Se pensarmos de forma positiva, atrairemos coisas boas. Por exemplo: se você quer ser próspero, precisa se imaginar em situações bem-sucedidas.

Comece a treinar! Traga o sentimento para a consciência. Tente olhar tudo o que vem sem julgar, apenas permita prestar atenção. Tudo é pensamento e pensamentos podem ser mudados. A mente está estruturada pelas nossas experiências, frustrações e equívocos vivenciados.

como-os-pensamentos-sabotam-a-sua-prosperidade-capa-e-dentro

O modelo de felicidade de uma pessoa consiste numa combinação dos seus pensamentos, dos seus sentimentos e das suas ações em relação a prosperidade.

Muito amor, sempre!

Isabele Santello





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.