EnergiasEspiritualidade

Como reconhecer os vampiros energéticos e como ficar imunes a eles?

Costumam chamar a atenção pela expansão, pela timidez, pela inteligência, pela criatividade etc.. Seja como for, ficar esperto antes de embarcar num possível relacionamento, onde tudo a princípio “encantadoramente” lhe seduz, é a grande dica para não ser fisgada de modo indevido.



Vampiros Energéticos sempre aparecerão mais atraentes do que a maioria, mas somente com o olhar atento e reconhecendo como funcionam é que você poderá perceber o quanto que estes diferem das pessoas comuns.

Quando se está na mira de tais predadores, o quanto mais consciente você estiver a respeito de como eles costumam agir, mais facilmente perceberá que exatamente todas as investidas terão o único e derradeiro intuito de capturá-lo, imantando a sua atenção a eles. No princípio do enredamento, o objetivo dos encantadores ataques sempre será em função de suprir as suas necessidades mais íntimas e pessoais.

Portanto, se algo de estranho e de sedutor, além do normal, saltar-lhe a mente, sua atenção deverá ser redobrada. É por meio de ações desmedidas e magicamente nutridoras de tais carências, que estes “humanoides” destilam seus venenos entorpecendo a noção de realidade das futuras presas. Ao conseguirem dopar a clareza perceptiva de seus alvos, conseguem a proeza de paralisá-los, deixando-os na expectativa de serem supridos por algo que sempre tiveram falta.


Essa é a principal arma dos vampiros energéticos, infelizmente, costumam enganar a todos com bastante agilidade. São extremamente habilidosos, estrategistas e manipuladores em nome de conseguirem o que desejam, pois seu único e derradeiro intuito é o de sugar toda a energia vital de seus alvos. Transformam-se em verdadeiros camaleões mudando de forma, de modo de pensar e de falar, de acordo com a frequência de suas escolhas.

Quando já em suas relações, agem desestabilizando suas presas provocando imensa ansiedade na medida em que, constantemente, ameaçam retirar a ilusão do suprimento daquilo que no começo as seduziram.

Por meio dessas táticas, gradativamente, vão rompendo defesas promovendo a abertura de fendas e brechas onde se saciam da energia derramada. Costumam desestabilizar emocional e intelectualmente suas vítimas e, como predadores que são, a ideia é a de que não tem consciência do que fazem… Como animais selvagens, querem a energia/alimento do outro a qualquer custo.

Como vampiros famintos que sugam o sangue de suas vítimas, de várias maneiras as entorpecerão, ao mesmo tempo em que aspirarão suas energias até que as mesmas ou morram de verdade ou fiquem como verdadeiras almas penadas perambulando à sombra do que algum dia já foram.


-Vampiros emocionais estão longe de saberem que podem gerar e ter luz própria

Um dos antídotos mais eficazes é sempre cuidar das “fissuras” emocionais. É por estas fendas que tais predadores ladina e insidiosamente tentarão roubar a alma dos desavisados. Suas artimanhas servem para provocar toda sorte de inseguranças que por fim visam desconstruir a autoestima e o sentido de si mesmo das suas vítimas escolhidas.

O impacto da oração nos relacionamentos:

Artigo Anterior

9 razões pelas quais o seu cachorro te conhece melhor do que ninguém:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.