publicidade

Como regular emoções negativas de forma eficaz?

Há um ditado muito sábio que diz: “mens sana in corpore sano” (mente sã em corpo são). Proferido há séculos, ele mostra como os pensamentos e sentimentos que trazemos dentro de nós interferem na saúde do nosso corpo.



Por isso, regular as emoções negativas vai além do controle emocional: é essencial para uma vida longa e saudável.

Patologias cardíacas, câncer e doenças psicossomáticas estão entre os males cujas causas se encontram nos sentimentos, segundo a medicina.

Além disso, segundo a infalível Lei da Atração, nós atraímos o que sentimos: se você pensa o bem, atrai coisas boas, como prosperidade e amor, e o contrário é igualmente verdadeiro.

Não é à toa que saber lidar com as emoções, estando livre de sentimentos como ódio, inveja e raiva, por exemplo, pode resultar em inúmeros benefícios como melhorar a vida social e amorosa e criar boas oportunidades profissionais, garantindo um destino mais feliz.


Ainda tem dúvidas sobre os efeitos das emoções em sua vida? Então confira as informações que separamos para você:

Benefícios de manter emoções negativas bem longe

Há muito os sentimentos e as emoções deixaram de ser tratados como algo abstrato ou dissociados de problemas físicos, como doenças. Cada vez mais, os médicos se surpreendem com a relação entre o que pensamos e as reações do corpo a esses sentimentos.

E a emoção e o pensamento estão intimamente relacionados. Se mudamos o pensamento, podemos regular nossas emoções e nossas ações, e vice-versa.

De acordo com estudos recentes. alguns dos benefícios em manter as emoções positivas no dia a dia são: 

Coração saudável

Ao se manter otimista, seu coração agradece. Pessoas felizes e entusiasmadas são bem menos propensas a desenvolverem doenças do coração e infartos do que as tristes e abatidas.


Pelo menos foi isso que comprovou um estudo americano, realizado com quase 2 mil pessoas: participantes que carregam sentimentos como angústia e hostilidade tinham quase 30% mais chances de desenvolverem males cardíacos do que o grupo mais positivo.


Aumento da autoconfiança e coragem 

Quando passa a manter as emoções positivas em primeiro plano, automaticamente você gera autoconfiança e coragem.

Isso porque o pensamento positivo permite que todos os desafios sejam vistos como excelentes oportunidades de crescimento e autorrealização pessoal e profissional, e não como obstáculos intransponíveis.


Diminuição da ansiedade

Com a mudança de postura mental, você manda para muito longe a ansiedade – e, naturalmente, afasta várias doenças relacionadas a ela. Só fica ansioso quem mantém a emoção ligada nas possibilidades de algo dar errado, sempre.

Além disso, esse comportamento gera um ciclo vicioso, pois a ansiedade obscurece a criatividade e as chances de se pensar em soluções para o problema, não é verdade?


Melhora na visão 

Um estudo divulgado pela Universidade de Toronto (Canadá) revelou que o humor define, literalmente, a maneira como enxergamos tudo ao nosso redor.

Por meio de análises do cérebro dos voluntários, os pesquisadores descobriram que as pessoas de mau humor não conseguiam enxergar os detalhes de cada figura exibida no teste.

Ao melhorar o humor, os participantes foram capazes enxergar tudo de forma mais abrangente e apurada.


Eliminando emoções negativas para ser feliz 

Deixe o sentimento se expressar!

Ao pensar em regular emoções consideradas negativas, muita gente acredita que o melhor a fazer é reprimi-las assim que elas brotam em seu interior. Seja por questões morais, religiosas ou para preservar uma imagem de autocontrole, a maioria de nós foi “educado” a não expressar suas emoções verdadeiras (principalmente as negativas), a fim de não comprometer essa imagem positiva e equilibrada.

Contudo, segundo especialistas, ao fazer isso, acabamos provocando o efeito inverso: não deixamos a emoção vir à tona. Assim, não conseguimos descobrir a sua causa, levando a uma bola de neve de sentimentos que, futuramente, comprometerá nossa inteligência emocional.

Por isso, é importante avaliar e aceitar o que sentimos, mesmo que não nos pareça adequado naquele momento. Ao invés de julgar a emoção negativa, sinta-a em toda a sua abrangência, mas de forma que consiga entender os motivos daquele sentimento.

Veja a emoção como um “alerta” para algo mais profundo. Tente avaliar a que situação ou pessoa ela está ligada e se há elementos comuns entre as vezes em que você se sentir da mesma forma.

Se for preciso, faça anotações a cada vez que sentir as emoções negativas que se tornaram rotineiras em sua vida.

O mais importante é não sentir vergonha das suas emoções, mas deixá-las agir para, então, dar o primeiro passo para controlá-las. Senti-las faz parte da condição humana.

5 principais emoções negativas que atrapalham a vida

Dentre as principais emoções “incômodas” que costumam nos tirar do foco de uma vida saudável e feliz, estão:

  • a raiva;
  • a tristeza;
  • o medo;
  • a ansiedade;
  • o ciúme.

Isso porque são sentimentos que, levados ao extremo, resultam em situações de perda de controle, mostrando o nosso pior lado (aquele que tentamos evitar mostrar).

São emoções que costumam estar no centro de vários problemas de relacionamento, fracasso profissional e causa de doenças como depressão e síndrome do pânico. Portanto, elas comprometem a qualidade de vida e um futuro feliz.

Mas, embora resultem, muitas vezes, em problemas para a nossa vida, são emoções importantes para a nossa sobrevivência. Em grau moderado, são elas que estimulam a nossa busca por bem-estar, sucesso, satisfação e sucesso.

O principal problema dessas emoções é que ao sentir alguma delas, passamos a focar nosso pensamento no negativo, gerando o efeito nocivo. Por isso, é fundamental aprender a dominá-las e não deixar que elas te dominem.

Aprenda a ter equilíbrio emocional

Esclareça os motivos

Segundo vimos, identificar a razão do sentimento negativo é a primeira coisa que se deve buscar para se acalmar. Junte a isso técnicas como respiração, por exemplo, para facilitar o processo.

Se não conseguir identificar o motivo sozinho, desabafe com alguém de confiança ou procure ajuda profissional. O mais importante é buscar pontos de vista diferentes, que você não tinha considerado, para achar a solução.

Definindo a causa da emoção, comece a planejar como evitar esse tipo de descontrole, mesmo que isso resulte em se afastar de alguém ou de alguma situação específica.


Liste sentimentos 

Um exercício que pode ajudá-lo a buscar uma postura mental mais benéfica é listar, em duas colunas, as emoções negativas mais comuns que você anda sentindo e aquelas positivas que gostaria de ter. Ao lado de cada coluna, coloque situações em que sentiu cada emoção citada e reflita como manter (ou regular) as desejáveis e as negativas.


Mude o ângulo

Nós tendemos a cometer dois grandes erros que afetam consideravelmente nosso equilíbrio emocional: julgar as intenções dos outros e ficar preso ao nosso próprio ponto de vista.

Com isso, nós nos tornamos egocêntricos e egoístas, desencadeamos muitos conflitos desnecessários e provocamos mal-estar em nós mesmos.

Por isso, para buscar emoções positivas e levar uma vida mais leve e feliz, comece a mudar sua perspectiva. Coloque-se no lugar do outro, pare de tentar ter razão em tudo e, principalmente, pare de julgar tudo a partir apenas do seu ângulo.


Busque uma vida feliz

Sem dúvidas, a melhor forma de afastar as emoções negativas é buscar fazer o que se gosta, gerando uma satisfação interna e sentimentos bons como alegria e autorrealização.

Não há infelicidade que se instale em quem leva uma vida prazerosa, fazendo o que ama. Mesmo que sejam pequenas atividades para tornar a rotina menos estressante, são elas que dão sentido à vida.

Lembre-se: você é dono de si! Continue seguindo nossas dicas e não deixe o descontrole emocional interferir no seu bem-estar.

____________

Direitos autorais da imagem de capa: olgapink / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.