ColunistasComportamentoReflexão

Como ser a mulher dos sonhos?

COMO SER A MULHER DOS SONHOS

Como seria a mulher dos seus sonhos? Note, a mulher dos SEUS sonhos, não a mulher dos sonhos dos outros, das expectativas dos outros…



Sabe aquela versão de si mesma que você insiste em ignorar porque a considera utópica? Então, porque não ser ela?

O problema é que a gente só sente e não reage. Você olha para os relacionamentos alheios e se ressente, talvez, com você mesma, porque com certeza o que você tem vivido se parece com qualquer coisa menos com amor verdadeiro. Sabe quando você vê aquela sua amiga viajando o mundo, conhecendo gente nova e você colecionando dívidas ao invés de momentos? Então, você só se ressente, você não reage.

Como ser a mulher dos seus sonhos? É fácil! Descubra quem você é, o que você quer, e vá buscar. Vou compartilhar três dicas que podem te ajudar nesta jornada:


1 – Autoconhecimento  

autocohecimento

O primeiro passo para ser a melhor versão de você mesma é saber quem você sonha ser. O autoconhecimento é o passo mais importante para que você olhe no espelho e sinta orgulho da mulher que está refletida lá. Se pararmos para refletir sobre o conceito de felicidade, ela é relativa. Rubem Alves, psicanalista, educador e escritor, relata em uma de suas entrevistas uma conversa que ele teve com uma amiga, sobre o conceito de felicidade, e ele fez o seguinte relato:

“Rubem, eu agora mesmo faria um trato com Deus. Eu lhe daria um ano de minha vida se Ele me desse uma das noites em minha casa. Porque de noite lá em casa, em frente ao borralho do fogão à lenha, estava o meu pai, a minha mãe… E tinha pipoca. A mãe dizia, ‘eu vou lá fora, buscar umas folhas de laranja para fazer um chá pra nós’. E toda a noite, meu pai falava pra ela, ‘mulher, você vai ficar estuporada’. Toda noite o meu pai falava e ela nunca ficou estuporada. Isso pra mim é parte do céu. Eu acho que cada um tem o seu céu diferente. O que a gente quer no céu é recuperar a felicidade efêmera que a gente teve em algum momento. Portanto, cada pessoa tem uma felicidade diferente”.


Já que a felicidade é relativa, você precisa saber o que faz você feliz, o que você quer. Não precisamos ser mães para sermos felizes, ou sim. Não precisamos ter um emprego para nos sentirmos realizadas, ou nossa maior realização está em contribuir. Não existe certo ou errado, existe aquilo que você quer.


2 – Mude

Agora que você já sabe quem você quer ser, não tenha medo de mudar. A mudança é tão necessária quanto dolorosa. Mudar dói, e você deve mudar mesmo assim. Se você se olha no espelho e se vê sem o brilho nos olhos e o sorriso nos lábios porque sabe que esta perdendo a oportunidade de encontrar um amor de verdade, enquanto contenta-se com migalhas de afeto porque sente medo da solidão… Você precisa mudar.


Se você entrou na corrida dos ratos e caiu na maior armadilha da vida, que é dormir, trabalhar, estudar, pagar contas, fazer mais dívidas, trabalhar mais… E não sabe qual é o propósito de passar a vida toda fazendo coisas que não fazem você feliz, você precisa mudar. Se você olha pra você e não se orgulha, você precisa mudar.


3 – Não desista de ser a sua melhor versão.

COMO SER A MULHER DOS SONHOS


O adversário dentro da nossa cabeça é mais poderoso do que os adversários que estão do lado de fora. Nietzsche já dizia que “O inimigo mais perigoso que você poderá encontrar será sempre você mesmo.” Comece vencendo as guerras dentro da sua cabeça.

Descubra quem você quer ser e planeje-se para isso. Sair de um relacionamento abusivo ou sem graça não é fácil, trocar de emprego ou voltar a estudar muito menos, mas você pode qualquer coisa, desde que você acredite nisso.

Não hesite em procurar por ajuda caso perceba que não consegue sozinha, procure por um advogado, um psicólogo, um nutricionista, um médico se for preciso, mas não desista de ser a mulher dos seus sonhos.

A jornada nunca termina, e o lado bom, é que o caminho é muito mais gostoso que o destino final.


Deus é amor…

Artigo Anterior

Não desconte sua raiva em quem não tem nada a ver com ela!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.