Desenvolvimento PessoalO SegredoVida Plena

Como seus pensamentos afetam sua saúde?

Muito se fala sobre como manter o pensamento positivo e o bom humor afetam a nossa saúde.



Nos últimos anos, a sociedade parece estar tentando uma volta aos costumes e atitudes mais simples e com mais conexão à espiritualidade e a fé, talvez por ter observado o quanto possa ser massacrante um estilo de vida apressado e ambicioso, cuja única finalidade de se estar vivo é alcançar riqueza e sucesso.

Nessa trajetória desumana e completamente materialista rumo ao sucesso, acontecem situações e dramas que não esperávamos, normalmente ligadas à saúde devido ao estilo de vida, stress e ausência de bem-estar.

Pensamento: a energia que nós produzimos


Quando pensamos colocamos nossa atenção em algo. E nosso cérebro se ativa através de cargas elétricas. Essas cargas elétricas dão origem a ondas eletromagnéticas, que se propagam pelo ar e até mesmo através de meios sólidos. Sabemos que tudo no universo é formado por átomos que são formados por um núcleo e uma região denominada eletrosfera, composta por partículas em movimento: os elétrons. Os diferentes tipos de matéria são resultados da quantidade de carga e da forma com que os átomos se agregam.

Para entendemos um pouco melhor sobre o funcionamento do cérebro, vamos pensar num aparelho de rádio, eles transmitem sinais elétricos através do ar, você não vê as ondas do rádio, mas basta ligá-lo para perceber seus efeitos. Da mesma forma, quando pensamos, a movimentação de cargas presentes em nosso cérebro dá origem a ondas eletromagnéticas que são transmitidas para o meio.

Provavelmente você já ouviu falar de um exame chama eletroencefalograma, nele alguns eletrodos são colocados à cabeça e captam ondas emitidas pelas atividades cerebrais, essas ondas não se limitam à superfície do crânio e se propagam pelo ar, ou seja, no meio onde vivemos estamos expostos a sinais de rádio, TV, ondas sonoras, sinais luminosos e também a ondas de PENSAMENTOS.



O pensamento positivo é só uma força que fazemos imaginando uma melhora naquilo que precisamos?

Agora que você já entendeu como o pensamento afeta e como somos afetados pelos pensamentos, vamos entender como o pensamento positivo pode ser benéfico.

Enquanto pensamos além das ondas que externamos, também estamos produzindo centenas de sinapses cerebrais, que estão mandando sinais nervosos dentro de nosso cérebro, fazendo nossos neurônios dançar um tango enquanto trocam informações e mandam respostas em formas de sensações, tais como imagens, cheiros, lembranças, cores, sons.

Nosso cérebro é capaz de decodificar uma imagem revelando um cheiro característico, um sabor ou outra emoção qualquer, apenas com um pensamento. Se o pensamento que originou a imagem que trouxe a lembrança que por sua vez revelou a emoção foi bom, todas as respostas conseqüentes serão boas. Isso é pensamento positivo!



A ciência reconhece a influencia do pensamento positivo

Os estudos acadêmicos direcionados a entender em como ter uma conduta positiva pode influenciar e até mesmo modificar alguns aspectos da vida, ainda são poucos, mas muitos profissionais da área médica recomendam e apóiam seus pacientes a encararem seus problemas sob uma visão otimista e positiva.

Neurocientistas afirmam, através de estudos e pesquisas, que nosso cérebro é capaz de influenciar nosso organismo e especialistas de outras áreas médicas já associam problemas de saúde com pensamentos. Há diversos livros e estudos psicológicos e de metafísica que associam traumas e situações que vivemos ou que guardamos com problemas de saúde.


A homeopatia é um ramo da medicina que ouve o paciente e trata também esses pensamentos e sentimentos para buscar a cura. No texto “Constelação Familiar Sistêmica”, Dr. Adalberto Salvatore Meira explica que “grande parte – senão a totalidade – das doenças que manifestamos são de causas emocionais. Mas quando essas emoções não são tratadas, essas “causas” não são descobertas, a manifestação da doença retorna”. Tratar o pensamento, ou seja, descobrir a causa que manifesta a doença ajuda na sua cura.

Da mesma forma que o pensamento negativo, ou o sentimento negativo, como culpa, ansiedade, magoa faz mal pra saúde e desencadeia doenças, o contrário também tem muito poder: o otimismo é capaz de melhorar o sistema imunológico de uma pessoa.

A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, comprovou  através de um estudo onde pessoas otimistas  que pensam positivamente sobre tudo, tem um sistema imunológico muito mais fortalecido e são capazes de se curarem mais rapidamente do que aqueles pessimistas cuja visão geralmente é negativa.

Não é mágica. Além do pensamento que é capaz de guardar o corpo dos problemas, as pessoas otimistas tendem a se cuidar melhor, preferem uma alimentação mais saudável e seus períodos de tristeza ou aborrecimentos são mais curtos, o que influencia na resposta de uma boa saúde.



Pensar positivo é motivador

Quando estamos positivamente influenciados, nossa motivação é maior e assim, uma cadeia de sentimentos inspiradores e bons se forma, causando bem-estar, esperança e tranqüilidade. E afinal, otimismo serve para isso mesmo: produzir bem-estar e trazer ao indivíduo paz interior.

Pessoas com uma visão otimista tendem a não agirem como vítimas das circunstâncias, tomam o controle de suas vidas e mesmo que fracassem, conseguem se reerguer sem que culpem outras pessoas ou situações. É claro que estamos falando sobre positivismo de uma forma adulta e realista e não se trata de uma espécie de jogo do contente: os otimistas sabem que a vida é feita de altos e baixos, e esperam sem desespero pela subida sempre que estão embaixo.



Fábrica de Bem-estar: produzindo otimismo e positividade

Para quem deseja mais doses de positivismo, é possível desenvolver um ciclo de pensamentos bons e otimistas através de pequenos truques, tão simples que muitas vezes esquecemos: condicionar o que traz prazer e alegria como um hábito diário.

Uma boa dica é perceber que nossos sentimentos provocam pensamentos em nós. Então os sentimentos positivos são capazes de nós curar ou nós manter na saúde. Quando estiver triste, ouça uma música que te alegre, pratique um esporte que te faça sorrir. Busque ficar ao lado de pessoas que você ame e que te tragam bons momentos. Assista filmes para rir. O sorriso libera o sentimento positivo e o cérebro vai sintonizar com o que é de bom.



E qual a importância desses gatilhos mentais que provocam alegria?

Serotonina e endorfina são dois hormônios responsáveis pela sensação de alegria e bem-estar, ambos liberados com mais intensidade quando estamos envolvidos em atividades que trazem prazer, logo, um ciclo benéfico se forma: atividade de prazer=alegria=otimismo. Trabalhar na motivação e no otimismo é possível até mesmo para o mais pessimista da face da Terra, e assim é possível modificar uma realidade pouco satisfatória em busca de uma atitude mais positiva.

Não deixe de conversar com seu médico a respeito disso, principalmente se sentir algum sintoma de depressão ou negativismo.


O inevitável para além das palavras

Artigo Anterior

Quanto mais você reclama dos problemas, mais persistência eles ganham

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.