Desenvolvimento PessoalFelicidadeO Segredo

Como transformar sua dor em ação positiva

“Do sofrimento surgiram as almas mais fortes; as figuras mais poderosas  estão marcadas com cicatrizes.” – Khalil Gibran



Todo mundo experimentou dor em algum momento de sua vida. Talvez você ainda esteja sentindo dor agora, neste momento em sua vida. Ou talvez você esteja com dor, mas não percebe, porque ela está sendo suprimida. Seja qual for a sua situação atual, saber como lidar eficazmente com a dor emocional é a habilidade mais importante que você pode ter na vida.

Não há nada que impeça a felicidade mais do que a dor, e não há nada que te faça uma pessoa melhor mais do que a dor. Mas lidar com a dor não é algo que é na escola, ou por profissionais de saúde. Nós geralmente somos instruídos a “superar isso”, pararmos de sermos um bebê, e com medicamentos antidepressivos prescritos.

A dor não é algo para ser julgado, nem é algo a ser tratado como um inimigo. Aqui estão três maneiras de lidar eficazmente com a dor emocional:


1. Sinta-a totalmente

Sinta-se tudo o que você sente, e esteja bem com isso. Não julgue-a como sendo boa ou ruim, e não julgue a si mesmo como demasiado fraco ou covarde por permitir que ela venha sobre você. Se sente isso, há sempre uma razão válida.

Nossos cérebros são programados para evitar a dor e aumentar nossas chances de sobrevivência no momento imediato, o que significa que a resistência é uma resposta natural quando você sente dor ou desconforto emocional interno.

Ao ver o seu passado de resistência e encarar a dor de cabeça erguida, se tornará uma nova pessoa. No mínimo ficará mais simpático, compassivo e humilde. Pode até descobrir que sua dor tenha sido fabricada por sua mente e existia apenas no pensamento. Seja qual for o caso, a dor é na verdade um sistema de orientação e uma espécie de sistema de alarme espiritual dizendo que algo não está certo. Sinta-a e veja o que ela está lhe mostrando.



2. Comunique-a

Comunique sua dor para alguém próximo a você. Um membro da família, um amigo, ou mesmo um colega de trabalho. 50% da dor não vem da fonte da dor, mas de como lidamos com ela, e comunicá-la é uma ótima maneira de movê-la através do nosso campo de energia e sair do outro lado. Às vezes, a comunicação por si só cura a dor.

Se a dor é causada (ou foi causada no passado) por uma pessoa que ainda está em sua vida, diga-lhe como isso te afetou. Você pode receber um pedido de desculpas, ou não receber um pedido de desculpas e transformar-se em uma briga.


Se isso transformar-se em um briga, você terá a oportunidade de desabafar sobre como se sentiu e expressar suas emoções. Às vezes, temos medo de nos aproximarmos de alguém para dizer-lhe que nos ferem, porque não queremos que resulte em briga. Pelo menos, isso fará com que você tire o peso de seus sentimentos de seu peito.


3. Transforme-a em ação

Há sempre potencial para transformar a dor em ação positiva. Depois de um tempo, você tem que fazer uma escolha. Ou vai permitir que sua dor continue criando morada dentro de você e causando estragos em sua mente, alma e corpo, ou você poderá transformá-la em algo positivo.


Quando você estiver sentindo dor, pense consigo mesmo “Eu já fiz alguém se sentir desse jeito?”, E se tiver oportunidade, peça desculpa a essa pessoa e faça as pazes com ela.

A dor é, na verdade, uma ferramenta de serviço e autorrealização. Não é algo a ser evitado, rejeitado ou temido. Ela deve ser abraçada e saudada como uma parte necessária da experiência humana. Na verdade, não é algo que deva ser “tratado”, como um fardo ou algo inconveniente. É realmente uma bênção que deve ser honrada como uma coisa que irá impulsioná-lo em uma versão maior de si mesmo. Repense a sua dor, sinta-a, comunique-a e use-a para inspirá-lo a ajudar outras pessoas. Viver uma boa vida não é viver sem dor, é usar a dor como inspiração para entrar em uma nova etapa com consciência superior.

 

___


Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Spirit Science

Agradeça por aquilo que você ainda tem!

Artigo Anterior

Julgar os outros: um hábito comum em pessoas frustradas

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.