AutoconhecimentoO SegredoReflexão

Como você se vê?

como você se vê

A opinião que temos a nosso próprio respeito é, na maioria das vezes, totalmente diferente da realidade. Um exemplo disso são as pessoas magras, que possuem uma visão de si mesmas totalmente distorcida e, por essa razão, desenvolvem doenças como a anorexia, por se considerarem acima do peso.



Esta obsessão por querer se encaixar em modelos impostos pela sociedade é uma das principais fontes de sofrimento para muitos seres humanos. Mas isto não acontece apenas em relação à aparência física.

Muitos são os que se consideram incapazes e inferiores aos demais, por não terem conseguido corresponder às expectativas elevadas que seus pais um dia lhes impuseram. Viver na eterna tentativa de se amoldar ao que esperam de nós é o caminho mais curto para a frustração, a angústia e a depressão.

A única forma de nos protegermos deste condicionamento é desfazer a visão negativa que nutrimos a nosso respeito. A autoaceitação é o primeiro passo para que desenvolvamos o amor próprio e a autoconfiança para atuar no mundo.


Se a aparência física é um motivo constante de insatisfação, é preciso investigar as razões disto e quais os caminhos disponíveis para modificar este sentimento. A mudança, claro, depende de muita disciplina e força de vontade, o que nem todos possuem, pois as emoções negativas geralmente imobilizam.

Recorrer a um processo terapêutico poder ser muito útil e, neste caso, depende de um ingrediente a mais, que é a humildade, ou seja, reconhecer que precisa de ajuda, que sozinho não consegue dar conta da tarefa.

Quando a dificuldade não se refere ao físico, mas sim à falta de confiança nos talentos e habilidades que se possui, a superação pode exigir um esforço ainda maior, visto que se relaciona com a questão da sobrevivência.

A atuação profissional representa a forma como expressamos nosso eu no mundo material e garantimos a nós mesmos uma vida digna. Não por acaso, a casa do mapa astrológico natal que rege a área do trabalho é, também, a que define nossas condições de saúde.


Ter um trabalho que nos traga o sentimento de realização é um requisito essencial para o nosso equilíbrio interior e, consequentemente, a saúde de nosso corpo físico, já que ambas as questões estão intimamente relacionadas.

O ponto-chave, então, é que tipo de visão tenho a respeito de mim mesmo? Se a resposta não for afirmativa, é preciso refletir seriamente sobre quais os caminhos que preciso trilhar para construir uma autoimagem positiva, já que sem ela a felicidade se torna impossível.

Fique contente consigo mesmo. Desfrute, deleite-se, ajude-se a ser você mesmo. Esse é o SEU jeito de ser. Osho.

 


___

Por: Elisabeth Cavalcante

6 sinais de que você está aqui para ser um curandeiro

Artigo Anterior

É por isso que você prefere ser solteiro agora

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.