ColunistasRelacionamentos

Comprometimento com comprometido. Evite! não viva de migalhas, de metades

comprometimento com comprometidos

Você que é do tipo Mulher Cleópatra, única, incomparável e que quer o melhor para si e a mais saudável vida, não viva de migalhas, de metades.



Se você, mulher do tipo Cleópatra, poderosa, segura de si e que sabe o que almeja, deparar-se com um homem pelo qual tem atração, dê um passo à frente. Contudo, se desconfiar que ele é comprometido, permaneça com um pé atrás, mantenha o seu equilíbrio em terra firme, não se jogue em solo arenoso.

Paulatinamente, desvende esse homem que tanto chamou a sua atenção. Ao menos, você sabe que está atraída por ele, mas não deixe o coração avançar passos em terras desconhecidas. O amor de uma Mulher Cleópatra é valioso demais para cedê-lo a almas desconhecidas e, por vezes, comprometidas.

Observe se o seu alvo amoroso porta-se como sedutor somente com você ou se, sutil ou descaradamente, lança olhares aos quatro ventos em busca de novas presas. Não se deixe enganar! Observe, principalmente, se ele compartilha a vida íntima dele com outra pessoa.


Você poderá se deparar com algum homem que não sabe o que quer da vida, ou até sabe, mas opta por não sair da zona de conforto com a parceira com quem tem convivência.

Ele mantém o relacionamento com ela por conveniência, aparência mas, ainda assim, sai por aí à caça de novas aventuras e não relacionamentos sérios.

Mulheres Cleópatras não se entregam a esse tipo de relacionamento nocivo, pois elas são sedentas de brilho de prioridade e não de restos de infidelidade.

Mulheres Cleópatras não mergulham de cabeça em águas obscuras, mas navegam calmamente na superfície de águas cristalinas, não confiam rapidamente, mas avaliam serenamente. Optam por não criar expectativas, mas em viver o momento presente de forma sóbria e, ao máximo, extraem da sabedoria adquirida no passado remoto ou recente o elixir da verdadeira felicidade, que é a paz de espírito.


Você que é do tipo Mulher Cleópatra, única, incomparável e que quer o melhor para si e a mais saudável vida, não viva de migalhas, de metades. Busque os inteiros, e que eles possam ser ainda mais completos ao seu lado. Permaneça inteira! Não desmanche o seu coração por iniciais momentos de felicidade que se tornarão diversos instantes de agonia.

Assim, enquanto estiver conhecendo o seu novo parceiro de caminhada, aprofunde-se e se retire, se o território dele estiver ocupado por alguém. Hoje ele a trata com aparente prioridade; amanhã ele poderá chamá-la de intrusa, com muita facilidade.

Envolver-se por alguém envolvido poderá significar envolvimento em confusão, no mínimo emocional que, aliás, não é mínimo, mas um dos territórios mais sagrados que há em você.

Seja uma Mulher Cleópatra! Viva em território livre! Seja livre e inteira ao lado de inteiros! Evite comprometimento com comprometidos!


 
Ensinamento extraído do livro “Enigma – Todo começo tem um fim”, de minha autoria. Ed. Letras do Pensamento.

 

Direitos autorais da imagem de capa: Katy Ward/Unsplash.


Nem tudo vai dar certo, e isso não é o fim

Artigo Anterior

O poder da fé: “quem tem fé tudo pode”, disse Jesus

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.