publicidade

Comuns e extraordinários!

Com frequência recebo comentários, e-mails e mensagens de leitores do blog dizendo que sou iluminada, especial, única e muitos outros elogios que me enchem de alegria e gratidão por ter construído um espaço que transmite coisas boas e atrai tantas pessoas maravilhosas e positivas para a minha vida.



Porém, algumas vezes já me vi pensando: eu acho que faço um trabalho incrível aqui no blog, sim. Me orgulho dele. Mas não quero que as pessoas achem que sou um ser humano “à parte”, totalmente diferente das outras pessoas, mais iluminada ou mais especial do que os outros. Porque eu sou comum. Acordo seis da manhã todos os dias, pego ônibus e metrô lotados, trabalho o dia todo de segunda a sexta, sinto cansaço, sinto angústia, sinto raiva, sinto medo, tenho dificuldades, tenho preguiça, me descuido, cometo erros…

Já houve um tempo em que eu ficava meio desconfortável e envergonhada por receber esses elogios, por achar que “não sou tudo isso” e que talvez eu estivesse passando aqui uma ideia de que sou perfeita e faço tudo certo. Eu não sou perfeita e não faço tudo certo. Às vezes me falta gentileza. Às vezes não consigo conter os meus pensamentos negativos. Nem sempre me olho no espelho e gosto do que vejo. Tenho dias em que desconto minha angústia na comida. Acordo de mau humor. Duvido das minhas capacidades. E não tem nada de especial, bonito e iluminado nisso. Assim como qualquer outra pessoa, sou comum.

COMUNS E EXTRAORDINARIOS - FOTO 01


O estado do meu cabelo enquanto escrevo esse post. Eu exagerando na comida. Eu tentando tirar uma foto bonita dando estrelinha (e não conseguindo). Sou comum.

Isso me causou muitas dúvidas por um tempo, por achar que não estava sendo verdadeira aqui. Só consegui ficar em paz quando comecei a entender que havia um outro lado: eu estou buscando descobrir o que posso fazer para ser uma pessoa melhor. Estou aplicando aquilo que aprendo. Estou fazendo algo para tornar o mundo melhor. Eu transmito coisas boas e incentivo positivamente as pessoas. Estou lidando melhor com a minha timidez e enfrentando meus medos. Há quase três anos escrevo e falo sobre meus aprendizados para compartilhar com as pessoas as coisas mais interessantes que descubro sobre a vida. Então tem sim algo de especial em mim. Eu tenho sim uma luz, algo que me torna única.

Sou comum, mas ao mesmo tempo, sou extraordinária.


E você também é. Todos nós somos tão comuns quanto somos extraordinários.

A partir do momento em que entendi isso, passei a aceitar esses meus dois lados e perceber que é possível que ambos existam em harmonia. Não preciso esconder que sou extraordinária por medo de estar enganando alguém ou a mim mesma. E não preciso abandonar aquilo que é comum em mim para ser uma pessoa incrível, iluminada, boa, especial. Posso ser as duas coisas ao mesmo tempo. Eu sou extraordinária e também sou comum. Tenho qualidades admiráveis e características não tão agradáveis. Tenho capacidades e dificuldades. Sou grande e sou pequena. Sou frágil e sou forte. Sei que sou incrível e sei que também sou uma pessoa comum, como qualquer outra.

COMUNS E EXTRAORDINÁRIOS FOTO 02

Eu impressionada com tanta beleza. Eu enfrentando meu medo de falar em frente à câmera. Eu realizando meu maior sonho. Sou extraordinária.

Estou falando tudo isso porque quero que você leve essa reflexão para dentro de você. Toda vez que você se achar pequeno, simples ou comum demais para algo, saiba que sim, você é comum. Mas se seu coração está pedindo que você seja extraordinário, você pode ser. Está aí dentro. Aceite que você é comum e ao, mesmo tempo, desperte e use o seu lado incrível, único e especial. Acenda sua luz e vá em frente.

“Mas eu sou só uma pessoa comum…”. Sim, você é! Eu também! Mas também somos pessoas extraordinárias! Estas duas características cabem dentro de uma pessoa, uma não exclui a outra.

Nós somos comuns porque somos seres humanos e temos problemas parecidos. Mas somos extraordinários porque somos diferentes em muitos aspectos, temos particularidades únicas, belas e incríveis, e cada um de nós usa suas particularidades de uma forma, produzindo um resultado único.

Somos comuns porque muitas vezes sentimos o que outras pessoas sentem e fazemos o que outras pessoas fazem, mas somos extraordinários porque ninguém mais emana uma energia igual a nossa, ninguém no universo está emanando a vibração que você emana.

Reflita sobre isso, traga essa verdade para a sua consciência, e muitas das suas dúvidas, medos e problemas de autoestima e aceitação vão se diluir. Foi graças a esse entendimento que eu deixei de ter vergonha de mostrar que sou extraordinária. E também foi graças a isso que perdi o medo de ser comum.

Acho importante dizer que, se fizermos essa reflexão através dos olhos do ego, cairemos na armadilha de enxergar o nosso lado comum como inferioridade e nosso lado extraordinário como superioridade. Deixe o ego de lado para fazer essa reflexão. Pense através do amor. A ideia não é se comparar a ninguém, e sim buscar a sua luz, seu amor-próprio e a sua aceitação.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.