publicidade

Conheça 6 técnicas para gestão emocional

Você sabe o que é gestão emocional? Caso a resposta seja negativa, chegou a hora de descobrir. Neste post, falaremos sobre essa primordial habilidade, comum nas pessoas bem-sucedidas, e a importância dela para o nosso dia a dia, em todas as áreas.



Também separamos 6 técnicas para que você possa aplicá-la e aumentar a qualidade de suas relações. Boa leitura!

O que é a gestão emocional?

A gestão emocional diz respeito à capacidade de entender e avaliar os próprios sentimentos — e também os das pessoas com quem nos relacionamos —, de forma a usá-los com mais sabedoria e maturidade.

Essa competência garante relacionamentos mais saudáveis, tanto pessoais quanto profissionais, uma vez que quem a possui consegue reciclar as experiências negativas e se comunicar com assertividade.


Nesse sentido, o autoconhecimento assume um papel fundamental. Ao conhecer os nossos pontos fortes e as nossas limitações, agimos com mais confiança porque nos aceitamos como somos. Contudo, as competências que precisam ser desenvolvidas para alcançarmos o sucesso não são ignoradas. Justamente por já as termos  identificado, conseguimos trabalhar em cima delas para melhorá-las.

O que muitas pessoas ainda não sabem é que temos a capacidade de acessar a nossa consciência — o “Eu” — e administrar a qualidade dos nossos pensamentos. Não é possível impedir sentimentos de raiva, injustiça, ciúme ou frustração. No entanto, podemos entender o que os desencadeou e assumir uma postura positiva frente a essas questões.

Pessoas que sabem fazer uso da gestão emocional são mais produtivas, compreensivas, têm a capacidade de lidar com situações de conflito e pressão de maneira exemplar, além de, constantemente, serem vistas como verdadeiros líderes por seus colegas. Levar uma vida prazerosa e obter sucesso profissional faz parte da rotina delas.


Para isso, basta fazer uso de nossos próprios recursos por meio da inteligência emocional. Afaste-se de toda negatividade, compreendendo os seus sentimentos, canalizando-os para que você consiga se expressar com assertividade. Os benefícios serão vivenciados rapidamente e todos ao seu redor perceberão o seu desenvolvimento pessoal em meio ao clima agradável que você inspirará.


Qual é a importância?

Você sabia que a gestão emocional é mais valorizada pelas empresas do que a própria inteligência medida por meio do QI? É isso o que apontou a pesquisa da CareerBuilder. Dos 2.662 executivos de Recursos Humanos (RH) entrevistados, 71% deles afirmaram que a habilidade de controlar emoções e agir de maneira positiva é mais importante.

O ambiente profissional representa um local onde muitas tensões podem emergir. Nesse contexto, se permitirmos que a raiva tome conta do nosso ser, a resolução de conflitos nunca será alcançada. De forma contrária, apenas aumentaremos os problemas e nos afastaremos das soluções.

Emoções negativas drenam nossa energia, fazem com que percamos o foco e, consequentemente, nos afastam do sucesso. Sabe aquela promoção que você espera há muito tempo? Ao praticar a gestão emocional, ela poderá se tornar uma realidade próxima. Isso porque a sua performance aumentará, os seus relacionamentos serão muito mais saudáveis, a qualidade de vida e o bem-estar farão parte da rotina.

Nos relacionamentos pessoais, a habilidade também é fundamental. Afinal, você não quer que o estresse prejudique o seu contato com as pessoas que você mais ama, não é mesmo?


Como aplicar a gestão emocional?

Agora que você já entendeu o significado da gestão emocional e a importância dela, separamos 6 técnicas para colocá-la em prática em seu dia a dia:

1. Assuma os seus erros

Assumir as falhas representa um ato de coragem. Não há nenhum mal em errar. Cada atitude equivocada constitui uma importante oportunidade de aprendizado.

Procure analisar as suas ações, compreendendo exatamente o que poderia ter sido feito de maneira diferente. Essa conduta lhe auxiliará no autoconhecimento e no desenvolvimento de suas aptidões.

Saiba tirar proveito de todas as experiências que vivenciar, uma vez que há um propósito nelas, o qual pode impactar no seu desenvolvimento pessoal e profissional.


2. Esteja aberto para feedbacks

Ouvir o que as pessoas ao redor têm a dizer sobre o nosso comportamento é fundamental para a evolução. Toda opinião é legítima e, por isso, deve ser escutada e compreendida.

Os feedbacks podem ser formais ou informais — de forma descontraída em um almoço ou confraternização. Entenda como as suas atitudes são percebidas pelas outras pessoas e procure aprimorá-las.

Até mesmo fora do trabalho isso é importante. Para que os seus amigos nunca, em um primeiro momento, pensam no seu nome? Conversar e dividir problemas? Pedir ajuda com algum trabalho doméstico? Reflita e busque aprimorar todas as suas relações.

Saiba diferenciar o feedback de uma crítica depreciativa. O propósito é fornecer uma oportunidade de desenvolvimento e isso não representa um ataque contra você.


3. Adote uma postura profissional

Livre-se de seus preconceitos. Para criar um ambiente harmonioso e produtivo, aceite os seus colegas e trate-os com o mesmo respeito, sem distinção. Em vez de fazer críticas pelas costas, mantenha o diálogo aberto e converse com as pessoas — todos aprenderão com isso.

Atitudes simples, como pedir licença, não alterar o tom de voz e cumprimentar deixarão o clima mais leve e agradável.


4. Seja otimista

Nada de negatividade! Enfrente os desafios que surgirem ao longo de sua trajetória com proatividade e determinação. A ascensão em sua carreira está atrelada à forma como você lida com mudanças e situações adversas.

Tudo vai dar certo e, no mínimo, oferecer uma possibilidade de grande crescimento. Substitua frases como “isso não vai dar certo” ou “eu não vou conseguir” por “vou dar o meu melhor” e “essa é uma grande oportunidade na minha carreira”.


5. Reduza a ansiedade e o estresse momentâneos

Ouça atentamente o que os seus interlocutores estão dizendo, buscando compreender como eles se sentem, praticando a empatia.

Entenda quais sentimentos a situação despertou em você e tente, rapidamente, conter todo estresse e ansiedade. Comunique-se com clareza, sem se deixar dominar pelo calor do momento. Com a prática, isso não será difícil.


6. Desenvolva a inteligência emocional

Invista na capacidade de entender as suas próprias emoções. Compreenda como você reage em situações adversas e busque canalizar todos os sentimentos para que eles sejam direcionados positivamente na sua fala.

Inteligência emocional é diferente de somatizar — guardar consigo — sentimentos negativos. Ela busca a compreensão, a aceitação e uma maneira satisfatória de liberar essas emoções.

Aposte na gestão emocional e obtenha sucesso em todas as suas relações. Que tal começar a aplicar essas técnicas agora mesmo e dar um sentido diferente para a sua história? Com esforço e persistência, os frutos de uma vida prazerosa e feliz estarão à sua disposição.

Gostou do nosso conteúdo sobre gestão emocional? Compartilhe-o em suas redes sociais para que os seus amigos, familiares e colegas de trabalho também possam fazer uso desse recurso!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.