CONHEÇO SEUS MOTIVOS PARA ME ODIAR

Porque eu já estive no seu lugar.
Já fui eu quem quis matar quem já beijei. É que a minha raiva era tamanha que transbordava. Eu não queria aceitar o jeito que as coisas aconteceram daquela vez. Foi uma merda. Por isso eu entendo você e não tenho outro discurso a não ser te respeitar.

Ainda que nenhuma palavra que eu escolher para te dizer funcione para te fazer melhor, eu sinto que devo te falar algumas coisas.

Me desculpa pelo jeito que tudo aconteceu. Apesar que é algo que não tem como você responder: “sim, te desculpo”.

Hoje eu me vejo na mesma posição que já odiei: hoje sou eu quem não consegue explicar o por quê das coisas serem assim, eu só consigo dizer que é o jeito que devem ser agora. Isso quer dizer que viver tudo isso com você me faz reviver tudo que já vivi com outro alguém.

Aparentemente sou eu quem está estragando agora do mesmo jeito que estragaram comigo um dia. Confie em mim quando digo que imagino o que deve estar sentindo por eu já ter sentido algo parecido.

É irônico como o mundo caprichosamente dá voltas. Veja, ano passado eu me via chorando sem parar e lutando para entender algo que não dava para entender. Eu senti tanta dor! Eu pedi para voltar, eu disse que tudo ia ficar bem, eu sugeri engolir os maiores sapos, eu fiz de tudo para continuar vivendo o que eu vivia. E hoje sou eu quem nega tudo isso para você. É só mais um tapa entre tantos que a vida dá. Me desculpe por relacionar o meu passado com o nosso presente mas tudo é tão misturado pra mim.

Você tem seus motivos para me odiar e eu não quero diminuí-los.
Não sei quando a gente vai voltar a se falar – se é que vamos. Não sei se algum dia a gente vai se ver se de novo.

Apesar de no fundo querer tanto, eu não quero piorar tudo agora e dizer o quanto seria bom a gente continuar sendo amigos. Esse é um sentimento que só faz sentido pra mim agora, pois quando ouvi de outro alguém eu não entendia.

Eu não vejo a hora do tempo passar só pra ver o que vai acontecer. É que agora penso ser certo te dizer que quero terminar, mas e se amanhã outro alguém pensar ser certo me dizer que quer terminar? A vida é cheia das armadilhas.

Quando uma história acaba normalmente só acaba para uma pessoa, a outra pensa que vai poder continuar vivendo com a parte boa. É que eu ia gostar de continuar vendo seus posts e fotos, não queria te sentir tão longe, mas eu entendo que você vai me excluir de tudo e vamos nos desconhecer num clicar de botões; meu número será deletado, nossas fotos serão rasgadas e as músicas que a gente gostava não serão mais ouvidas. E eu entendo tanto. Daquela vez também me disseram que era pra gente “continuar se falando” mas eu queria que aquela pessoa se explodisse, jamais ia continuar a vida como era.

Conheço seus motivos para me odiar. Eu já tive os mesmos para odiar outra pessoa. Nessas horas a gente nem lembra do quanto já amou um dia. Eu entendo.

 

___

Originalmente Publicado em Um Travesseiro Para Dois



Deixe seu comentário