Conquiste seu sucesso admirando as outras pessoas!

por:Patrícia Cândido

De acordo com a nossa natureza divina, podemos dizer que a inveja é um sentimento denso que nos afasta muito de nossas metas. Sentindo inveja das pessoas que nos rodeiam, estaremos cada vez mais distantes de conquistar o que gostaríamos, sentindo-nos cada vez mais infelizes.

Normalmente, os vencedores admiram o sucesso dos outros e esse sentimento de admiração funciona como um elemento propulsor que os inspira a buscar novos objetivos. Admiração e inspiração são palavras bem mais leves do que inveja, não é mesmo?

A inveja está muito mais presente em nossa vida do que podemos perceber, em maior ou menor grau.

Normalmente o invejoso sente-se vítima e a cada conquista das pessoas que estão à sua volta, ao invés de comemorar, ele chora internamente, reclamando do fato de não ter acontecido com ele. Porque não acontece comigo? Porque somente os outros conseguem atingir metas?

Então nós respondemos: porque os outros traçam as suas metas! O invejoso normalmente é alguém preguiçoso, acomodado, que gosta de conforto e deixa a vida lhe levar, sem leme, sem rumo ou determinação.

E então, o que acontece? Entregue ao acaso, quando o resultado chega para os esforçados e focados, o invejoso quer morrer de tristeza… de desânimo… ou melhor, morrer de inveja.

Como nos desenvolvemos através de referências, é natural ficarmos comparando-nos com as outras pessoas e medindo nosso sucesso através das conquistas alheias, mas quando há excesso de buscar no outro as diretrizes para a sua vida, acontece o desequilíbrio que pode até tornar-se uma obsessão. Aqui vai um conselho: mantenha-se focado na sua vida, nos seus resultados.

O que realmente eu quero?? Essa pergunta e a resposta dela (aquilo realmente queremos), precisam povoar nossa mente quando queremos vencer!!!

Através dos casos abaixo, veremos alguns exemplos do comportamento do invejoso. Examine-se e veja se você se encaixa em alguma das situações e se isso acontecer, corrija rapidamente essa falha em sua rota rumo à vida dos seus sonhos:

Exemplo 1:

-Aquele colega de trabalho dedicado, esforçado, focado e que economiza há bastante tempo comprou o carro dos sonhos. Lindo. Zero. O carro que ele sempre quis. Qual a sua atitude? O ideal é que, mesmo com um pouco de inveja o trabalho de recuperação se inicie, comemorando junto com o colega, dando os parabéns e dizendo o quanto ele merece tudo de bom, pois é uma pessoa de fibra. Em pouco tempo, a inveja vai se transformando em admiração e inspiração, porque é muito mais natural um ser humano sentir amor. O sentimento de inveja é muito mais difícil de administrar. O amor é natural, inerente a cada um de nós.

Exemplo 2:

Aparece em um programa esportivo que um jogador de futebol assinou um contrato de 50 milhões de dólares. Muitas vezes nossa primeira reação é uma inveja terrível. Para mudar essa vibração, poderíamos pensar o seguinte:

– Sinto inveja por um simples fato: o jogador decidiu ser um astro e assumir todas as responsabilidades que esse estilo de vida possui, enquanto eu decidi ser um espectador e por isso minha vida não está como eu gostaria. Admiro essa pessoa, porque é preciso ter fibra, garra e determinação para lidar com a mídia, com a pressão da torcida e com uma vida pública, assediada pelos fãs, sem sossego. Quaisquer que sejam nossas decisões, elas sempre envolvem desafios. Pensando bem, esse jogador merece cada centavo pela sua escolha e eu o admiro por isso. Se eu decidir agora que quero ser a estrela e não o espectador, posso ser tudo o que eu quiser, podendo usufruir do brilho, satisfação e glamour que uma vida de sonhos pode me dar. E então, o que eu realmente quero?

Exemplo 3:

-A colega da academia malha menos, come mais e possui um corpo magnífico, aquele que você sempre sonhou, e por isso você quer morrer de tristeza. Por mais esforço que você faça com dietas e exercícios, ainda não conseguiu atingir o resultado que gostaria. Veja nesse exemplo, o quanto erramos em direcionar nossa atenção aos objetivos dos outros. Quando damos atenção ao corpo perfeito de outro, é ele que fica cada vez melhor e não o nosso. Parece óbvio não é mesmo? O ideal é que você admire essa pessoa e que ela sirva de inspiração para que você também chegue lá. E lembre-se: jamais você terá o corpo dela, porque você já tem o seu!!! Desvie o foco do outro e direcione sua atenção para os seus objetivos. Se você for conversar a fundo com essa pessoa, perceberá que você tem muitos aspectos que para ela são referência e que em muitas coisas ela gostaria de ser como você.

Exemplo 4:

-Um amigo de infância que cresceu com piores condições do que você para se desenvolver, hoje tem muito sucesso, enquanto você chora e reclama de sua vidinha parada… O que seu amigo fazia enquanto você estava em crise, deprimido, preso às lamúrias, chorando ou se lamentando? Ele estaria se qualificando, fazendo um curso, lendo, estudando, se esforçando, fazendo terapia, batalhando, com a mente forte e focada em seus objetivos? Mesmo com muitas dificuldades, provavelmente seu amigo estava buscando seu dia de vitória, correndo atrás de soluções, enquanto você ficava nhémnhémnhém e nhémnhémnhém e mais nhémnhémnhém…

Pessoas de sucesso têm comportamento adulto, firme e inspirado, enquanto os invejosos são infantilizados, inseguros e possuem uma lista infindável de problemas e reclamações, o que baixa cada vez mais sua vibração, entrando em um ponto de atração de desgraças e doenças.

Portanto amigo, se você sente muita inveja das outras pessoas, faça o que for necessário para eliminar esse sentimento da sua vida: oração, meditação, terapia!!!

Pare de olhar para os outros, liberte as pessoas e vá até um espelho: lá está a solução, bem dentro de você!!!

Por: Patrícia Cândido
Escritora autora de 8 livros. Professora, Congressista, Terapeuta Holística, Co-fundadora do Luz da Serra.



Deixe seu comentário