Notícias

Conselho de Enfermagem critica Bruna Marquezine por fantasia de enfermeira

bruna marquezini

Bruna Marquezine foi chamada atenção pelo Conselho de Enfermagem de São Paulo por usar uma fantasia de enfermeira no último dia 31 de outubro, no Halloween.



O Conselho Regional e Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) divulgou na terça-feira, 2, um comunicado repudiando a ação de Marquezine. De acordo com o órgão, a fantasia e outros atos “desvalorizam o profissionalismo da enfermagem”.

“É inadmissível que a fantasia de enfermeira, utilizada em carnavais, festas de Halloween e sátiras, continue sendo tolerada pela sociedade, sobretudo por formadores de opinião”, disse o Coren-SP.

“Deparamo-nos nas recentes celebrações de Halloween com a atriz Bruna Marquezine fantasiada do que a mídia chamou de ‘enfermeira sexy’. Repudiamos veementemente essa conduta, pois ela incentiva a sexualização de uma categoria que há décadas luta por valorização e respeito”, informa.


Bruna Marquezine não chegou a comentar sobre as críticas, no entanto, deletou as fotos com a fantasia. Veja na íntegra o comunicado do Coren-SP:

“Fantasias de enfermeira desvalorizam o profissionalismo da enfermagem. A enfermagem é uma profissão que exige conhecimentos técnicos, anos de estudo e muito empenho e dedicação em seu cotidiano.

Além disso, por ser uma categoria predominantemente feminina, com mais de 80% de mulheres, sofre os impactos das desigualdades de gênero, o que inclui episódios de violência e assédio.

Por esses e muitos outros motivos, é inadmissível que a fantasia de enfermeira, utilizada em carnavais, festas de halloween e sátiras continue sendo tolerada pela sociedade, sobretudo por formadores de opinião.


O tema já foi alvo de intervenções do Coren-SP por diversas vezes, como no episódio em que as atrizes Giovanna Ewbank e Ingrid Guimarães humildemente se retrataram por terem se apropriado da imagem da profissão com conotação sexual. Deparamos-nos nas recentes celebrações de Halloween com a atriz Bruna Marquezine fantasiada do que a mídia chamou de “enfermeira sexy”. Também com postagem de influenciadoras como Cátia Damasceno, que fez uma enquete para que os seguidores escolhessem sobre a fantasia de mulher gata ou “enfermeira bem sexy; e Thais Massa que se fantasiou como tal.

Repudiamos veementemente essa conduta, pois ela incentiva a sexualização de uma categoria que há décadas luta por valorização e respeito. São trabalhadoras que enfrentam sucessivas jornadas de trabalho, em seus lares e no cotidiano profissional e que não merecem ou devem ser estereotipadas dessa forma.

O Coren-SP defende que todo o humor e diversão são válidos desde que não prejudiquem ou provoquem qualquer impacto negativo na vida do próximo. Por isso faz um apelo à sociedade e aos formadores de opinião: respeitem e valorizem as mulheres da enfermagem.”


“Céline Dion não consegue mais se levantar da cama nem andar”, diz parente da cantora

Artigo Anterior

Tom Hanks “invade” casamento na praia e tira foto com as noivas. “Celebrar o amor”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.