Coração vazio não significa coração solitário, muito menos coração que sofre

Solteira. Sozinha. Encalhada. Estes adjetivos não exercem poder algum sobre mim. Não me incomodam. Não me envergonham. Coração vazio não significa coração solitário, muito menos coração que sofre.

Fico confabulando sobre quantas pessoas, neste exato momento, estão descobrindo traições, levando o fora ou sendo simplesmente esquecidas. E o tamanho da dor que sentem por isso. Nada disso está acontecendo comigo e nem acontecerá em um futuro próximo.

Estar sozinha, para mim, significa que estou imune a isso, pelo menos por enquanto. Não significa que não estou me aproximando de outras pessoas por medo, insegurança, insuficiência ou qualquer uma dessas justificativas baratas que as pessoas tendem a imaginar.

Significa que, no momento, estou muito bem assim, obrigada. Que estou aprendendo cada vez mais a apreciar minha própria companhia.

Estar sozinha me faz descobrir e redescobrir diversas vezes o quanto eu me importo com a minha própria opinião. O quanto eu sei me fazer rir. O quanto gosto de gostar de mim. E, às vezes, me mostra o quanto ainda preciso continuar trabalhando e me esforçando nesse relacionamento sério com meu amor próprio para que ele seja para sempre constante, crescente.

Significa que eu me desafio, dia após dia, a fazer mais coisas por mim, para me agradar, pela minha felicidade.

Significa que estou redecorando o topo da minha vida, o topo que é só meu, com o meu jeitinho, e que ninguém será capaz de subir nesse pedestal por mim. Ele é meu e jamais ficará vago, desocupado. Significa que sou completa para mim, não preciso encontrar metade de nada. Significa que se eu ficar com vontade de ir para uma festa à meia-noite, eu vou. Sem precisar dar satisfação alguma a alguém.

Significa que, se eu quiser ir ao cinema em um domingo à noite, eu vou. Sozinha. Sem problema algum. Significa que estresses não relacionados diretamente a mim não acabam com minha leveza. Significa que não perco o sono por brigas sem motivo. Significa que, ao acordar, não fico triste se não houver um “bom dia” na barra de notificações.

Significa que eu sei, sim, como pode ser bom estar com alguém, mas que, neste momento, estar apenas comigo é o melhor para mim.


Direitos autorais da imagem de capa: 123RF/wall.alphacoders.



Deixe seu comentário