Coronavírus: a nossa esperança vem exclusivamente de Deus!

8min. de leitura

Deus não é criador de catástrofes nem de doenças. Ele não está distante de nós e Seus pensamentos são de paz para nós.



A pandemia do novo coronavírus, uma das maiores crises que estamos vivendo mundialmente, veio de alguma forma nos ensinar a importância do presente que recebemos do Criador do Universo, que é viver o agora.

Acredito que nunca nos atentamos tão explicitamente, de forma tão única e tão coletiva ao mesmo tempo, para a importância de viver o hoje. Andávamos tão atarefados na rotina diária, que as coisas pareciam funcionar tudo no piloto automático. Estávamos tão envolvidos com o movimento do mundo, que não apreciávamos os momentos estampados na simplicidade do fato de termos saúde e não corrermos tantos riscos.

A empatia se tornou mais presente em nós, passamos a entender de perto a dor do outro, independentemente de o conhecermos ou não, de morar aqui ou em outro país. Durante o distanciamento social, as notícias sobre as mortes têm nos deixado demasiadamente tristes e preocupados, acredito que internamente foi impresso em cada um de nós a fragilidade que temos diante da vida. A cada dia estamos descobrindo o quanto deixamos de cuidar do mundo externo, e absurdamente o quanto abandonamos o nosso mundo interno, e esse não conseguimos nos isolar ou nos distanciar.


Negligenciamos cuidados com nossos dois mundos, e o pior: desrespeitamos totalmente o Criador dele. Nenhuma palavra é capaz de explicar Deus, mas uma clareza a maioria de nós possui: Ele nos deu a responsabilidade de zelar pelo planeta e foi totalmente generoso que nos deu o livre-arbítrio. Deixou a mim e a você com a liberdade de escolha de crer Nele ou não, de cuidar com amor aquilo que nos responsabilizou. Se você não crê nisso, está tudo bem, só assimile o que tiver significado para você.

Deus não é o culpado por essa calamidade, mas nossas escolhas, sim.

Conforme os dias se passam, descobrir que a fonte mais segura é acessar a nossa espiritualidade e crer no nosso transcendental é e será a melhor opção diante de qualquer crise que atravessamos.

Deus não é criador de catástrofes nem de doenças. Ele não está distante de nós e Seus pensamentos são de paz para nós. Seus ouvidos não estão tapados e Suas mãos também não estão encolhidas para que não possa abençoar aqueles que se conectam com Ele!


No confinamento de nossas casas, foi possível realizar as mais variadas limpezas, mas não podemos esquecer-nos da faxina que nossa alma tanto anseia, a limpeza do nosso mundo interno. Não se esqueça de lançar fora toda contrariedade que os pensamentos negativos trazem e os medos que paralisam. Vamos nos desinfectar das notícias ruins, dos excessos que nos roubam a paz e sequestram nossa fé.

Quando internalizamos que não temos o controle de nada, principalmente dessa pandemia, não precisamos insistir em ver e ouvir o que as mídias trazem. Não é nos alienar, mas prevenir o psiquismo. Nosso mundo interno também precisa de cuidados. Isso não é negar o caos, mas sabedoria de nos oportunizar viver da melhor forma, enquanto atravessamos a tempestade da vida.

Não devemos acreditar em tudo que pensamos, mas rever as imagens que temos mandado para o nosso inconsciente. Toda crise tem início, meio e fim. Estamos passando por ela. Neste momento, podemos nos conhecer quem de fato somos, nossa fé também pode ser fortalecida e perceber o quanto é importante alimentar o espírito em todos os momentos.

Quando você crê que tudo é possível, assim será! Assim como crer que algo será impossível ocorrerá igualmente… Explore todos os seus momentos, faça a conexão espiritual com o seu divino. Cante, sorria, dance, alegre-se com as coisas simples da vida, leia, escreva, tenha sonhos, continue a sonhar, trace planos. Confie em Deus, Ele tem sonhos incríveis para sua vida. Reflita sobre o que já conquistou e o que ainda quer conquistar. Pare de reclamar, seja grata e viva, acima de tudo, o momento presente, o agora.

Quantas vezes reclamou por acordar cedo, por ir trabalhar, receber ou fazer visitas e outras reclamações sem fim… O tempo por que tanto clamava chegou, e o que você tem feito com ele? Utilize-o da melhor forma, sempre precisaremos um do outro, não conseguimos viver sem essas conexões.

É um momento oportuno para agradecermos a evolução tecnológica, o acesso à internet, redes sociais – ficamos enclausurados, mas mantemos a comunicação com parentes e amigos. Já experimentou ligar para eles? Ouvir sua voz? Fazer uma chamada por vídeo? Isso nos faz bem…

O que acha de se conectar com a fonte inesgotável de amor depositada em você através do seu Criador, ele é Dono de todo o Universo. Coloque seus pensamentos criativos a seu favor, a crise está aí e a diferença está em como você a encara. Aprender a crescer através dela já é um desafio suficiente para não se entregar.

Deixe Deus conduzir seus sonhos, conte a Ele os seus desejos, seus projetos, Ele lhe dará a direção. Afinal de contas, se você está lendo até aqui, é porque está vivo, e esse já é um grande motivo, não é mesmo?

Olhe para suas dificuldades, para as coisas que você ainda pode melhorar. Avalie-se, Deus requer isso de todos nós. Ame-se e cuide de si! Ainda precisamos organizar a desordem que provocamos no mundo e em nós.

Permita-se um novo tempo, tempo de se conhecer e valorizar a simplicidade do agora. A vida é simples!

Encontre o verdadeiro amor que habita o seu ser, temos o DNA do Pai. Disponha-se a cair em si e descubra a força que foi depositada em você, receba a alegria, lembre-se da sua história e faça as pazes com ela. Reconheça suas fragilidades e, ao mesmo tempo, aprenda a administrá-las, e descobrirá mais motivos para sorrir. Olhe para trás, para os lados e perceba o quanto já conquistou.

Aproveite o tempo que tem agora e entre numa nova fase, de repensar e mudar seus padrões mentais. Adentre o novo tempo.

A nossa esperança vem exclusivamente do Alto. Aproveite e viva o hoje, o agora!

 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 23/04/2020 às 4:25






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.