Pessoas inspiradoras

Criado na roça, cearense portador de esclerose múltipla é aprovado em Medicina na UFC!

O jovem nordestino deu exemplo de inteligência e dedicação. Conheça sua história!



Davi Magalhães Muniz, um estudante de 17 anos, tem conquistado a admiração de muitas pessoas por causa de uma grande conquista: foi aprovado em um dos cursos mais concorridos da Universidade Federal do Ceará (UFC): Medicina.

Ao G1, ele contou sua trajetória até conquistar o objetivo tão almejado. Filho de doméstica e agricultor, ele cresceu em Iracema, interior do Ceará, e estudou somente em escolas públicas.

Os pais do jovem não tiveram a chance de terminar os estudos, pois precisaram se dedicar ao trabalho, mas sempre apoiaram o estudante a se dedicar ao aprendizado e conquistar uma profissão.


Ele é o segundo da família a ingressar no ensino superior – seu irmão mais velho cursa licenciatura em Matemática na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa).

Quando tinha 15 anos e cursava o ensino médio, Davi descobriu que tinha esclerose múltipla, uma doença ainda sem cura, que afeta o sistema nervoso. O cearense disse que esse foi o seu maior desafio na caminhada rumo ao sonho de se tornar médico, mas não desistiu, sempre contando com o suporte dos pais.

Davi conta que sempre foi um aluno dedicado e com boas notas. No ensino médio, período de fundamental preparação para o ensino superior, ele estudava, além do tempo na sala de aula, de duas a três horas diariamente, e relata que a equipe escolar o apoiou muito.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@davi_muniz01.


Ele fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde o primeiro ano, com o incentivo da escola, para que pudesse entender como as provas funcionavam, e acredita que sua experiência impulsionou seu desempenho.

Sobre a carreira profissional, o jovem diz que o que o motivou a escolher Medicina é a oportunidade de oferecer melhor qualidade de vida para a família e para as outras pessoas.

Comentando que sempre gostou de auxiliar as pessoas, diz que, em sua profissão, deseja retribuir toda a ajuda que as pessoas lhe prestam sempre que precisa. Davi também escolheu Medicina por todos os conhecimentos que acumulará durante o curso.

Ele precisará cursar a graduação a 234 km de distância de casa, no campus de Fortaleza, mas o seu objetivo depois de formado é exercer a medicina em sua região, pois acredita que por lá existe escassez desse tipo de serviço, e quer fazer a diferença para aqueles que precisam.


Por causa do período complicado que temos vivido, por conta da pandemia de covid-19, Davi exaltou os profissionais da área da saúde, afirmando que são verdadeiros heróis. Desejamos a esse estudante dedicado e competente muito sucesso e realização em sua profissão!

Com câncer superado, Heloisa Périssé afirma que a fé em Deus é a “herança” que quer deixar para as filhas!

Artigo Anterior

Depois de 2 anos, “caixa de correio” para bebês indesejados na Bélgica recebe menino recém-nascido!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.