Comportamento

Criança destruiu bancada de maquiagem da Sephora e causou prejuízo de R$ 4 mil

Capa Crianca destruiu bancada de maquiagem da Sephora e causou prejuizo de R 4 mil
Comente!

A criança travessa não foi identificada, mas deixou um rastro de destruição pela loja de produtos de beleza caros.

Os aficionados pela beleza sabem muito bem como uma maquiagem de boa qualidade pode ser cara, o que torna a descoberta de uma mulher da Geórgia (EUA) em uma loja da Sephora ainda mais dolorosa.

De acordo com informações do portal de notícias internacional New York Post, a maquiadora da Sephora, Brittany Nelson, encontrou uma paleta de teste lamentavelmente destruída, contendo 52 sombras da marca Make Up Forever, uma linha especializada para profissionais, ou seja, mais cara que a vendida no varejo. A maquiadora logo expressou que acreditava que o dano era culpa de uma criança “travessa” que havia passado na loja e compartilhou duas fotos da bagunça no Facebook.

Na sua publicação, ela conta que cerca de R$ 4 mil em sombras da Make Up Forever foram destruídos na loja onde trabalha, e tinha certeza de que a culpada pelo prejuízo seria uma criança que viu na loja naquele dia. Segundo a maquiadora, ela acredita que a criança pensou que as maquiagens eram como suas pinturas a dedo e tintas de brincar, por isso passou a mão sem dó pelos produtos, sem medo de estragar nada.

Brittany explicou que a atitude impensada da criança causou muita dor de cabeça a equipe.

Com vários produtos destruídos e membros da equipe da Sephora enfurecidos, a loja não era o melhor lugar para estar, a funcionária explicou. Brittany finalizou sua postagem, que se tornou viral, fazendo um apelo às mães para não levar mais os filhos à loja de cosméticos, senão cenas como aquela poderiam ser mais comuns.

Acrescentando que ela e seu companheiro quase desmaiaram quando viram o estado da bancada, Nelson observou que, embora ela tenha trazido a própria filha para lojas de maquiagem ao longo dos anos, ela institui uma regra estrita de “mãos no bolso” e limita suas idas à loja com a garota a no máximo 10 minutos cada uma.

Embora Nelson não tenha capturado especificamente o culpado no ato, ela disse ao Insider que, quando entrou na Sephora, viu uma senhora e seu filho que corriam para fora de lá. Em volta da bancada havia pegadas com as cores das sombras, que pareciam ser do tamanho de um sapato infantil, reforçando a ideia de que foi uma criança quem causou a confusão.

Os funcionários da superloja de beleza foram rápidos em limpar a bagunça, mas o caos continuou no Facebook, onde as fotos virais da paleta destruída claramente atingiram o ponto fraco de várias pessoas que curtem produtos de beleza. Mais de 20 mil reações, 18 mil comentários e 25 mil compartilhamentos foram recebidos, alguns elogiando e outros condenando as palavras de Nelson sobre a criança.

Uma pessoa disse que não havia desculpas para o que a criança havia feito e acusou os pais de a terem levado, não tomando conta dela e esperando que os funcionários arrumassem qualquer bagunça. Disse ainda que um bom pai jamais deixaria seu filho ou filha fora de vista por tanto tempo a ponto de acontecer aquela bagunça.

Outros criticaram Nelson por envergonhar a mãe da criança e não entender que alguns pais não podem pagar uma creche para deixar os filhos toda vez que precisam fazer alguma coisa.

Para o bem ou para o mal, lojas de maquiagem repletas de produtos delicados provavelmente não são o melhor lugar para os pequenos brincarem, pelo menos por questões de higiene.

Usar um testador de maquiagem sujo em uma loja pode espalhar infecções, se elas tiverem sido contaminadas. Produtos úmidos, como batons e itens líquidos, podem permitir o crescimento de bactérias ou vírus, colocando um novo usuário em risco, conforme disse Joshua Zeichner, diretor de Pesquisa Clínica e Cosmética em Dermatologia do Hospital Mount Sinai de Nova York (EUA).

Comente!

Diogo Nogueira elege Paolla Oliveira o seu melhor encontro de 2021: “Só me fez bem”

Artigo Anterior

Mãe de Marília Mendonça manda recado ao filho: “Deus não tá nós castigando”

Próximo artigo