Pessoas inspiradoras

Criança lê 500 livros da biblioteca da cidade em 1 ano: “Vou continuar lendo sempre”

capa site Crianca le 500 livros da biblioteca da cidade em 1 ano Vou continuar lendo sempre
Comente!

Gustavo Henrique compartilhou seu hábito de leitura, que chocou a população pela grande quantidade de material em meses.

O hábito da leitura pode ser adquirido em qualquer idade, trazendo benefícios não apenas para o vocabulário das pessoas, mas também para o senso crítico. Segundo dados na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua Educação de 2020, no Brasil ainda há cerca de 11 milhões de analfabetos.

São pessoas de 15 anos ou mais que não conseguem escrever simples frases ou um pequeno e curto bilhete, critério estabelecido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados ainda mostram que, em média, o brasileiro estuda 9,4 anos, mas as diferenças raciais são nítidas: enquanto pessoas brancas passam 10,4 anos estudando, em média, as negras passam apenas 8,6 anos.

Tudo indica, segundo o IBGE, que apesar dos sensíveis avanços, 51,2% da população com 25 anos ou mais não terminou a educação escolar básica, o que implica em cidadãos que não são analfabetos, mas tampouco têm funcionalidade na leitura, ou seja, não conseguem atingir a criticidade enquanto absorvem o conteúdo.

Quanto mais cedo um indivíduo for estimulado a ler, melhor será seu hábito de leitura na idade adulta, o que significa que até mesmo as situações do cotidiano são mais bem assimiladas.

Com apenas 9 anos, Gustavo Henrique Santana Marques, aluno do 3º ano do ensino fundamental, registrou em um vídeo que, no último ano, leu 500 livros da biblioteca municipal da escola Dom Pedro I.

O caso aconteceu em São Patrício, no norte de Goiás e, segundo informações do G1, é a própria mãe quem faz questão de buscar as obras todas as semanas na instituição. A educadora e diretora da escola, Vangna Rosa dos Santos, explica que Gustavo Henrique é um aluno muito dedicado à leitura, o que mais lê na escola.

Mesmo com as aulas online, a mãe sempre fez questão de ir à biblioteca para buscar os livros. Ela credita muito do hábito exemplar que o menino desenvolveu ao incentivo dos pais e dos professores.

2 Crianca le 500 livros da biblioteca da cidade em 1 ano Vou continuar lendo sempre

Direitos autorais: reprodução/ arquivo pessoal

A professora Vangna dos Santos conta que a mãe do aluno busca livros toda semana na biblioteca, ressaltando o quanto o menino é dedicado à leitura. Para todos que acham a marca de 500 obras em cerca de um ano difícil de bater, saibam que ele não pretende parar, pois diz sempre que vai buscar conhecimento nas páginas literárias.

Gustavo ainda revela que não tem um livro preferido, principalmente porque leu muitos no último ano, mas que isso não muda sua relação com a leitura, reforçando que vai continuar lendo sempre. De maneira surpreendente, a história do menino foi parar nos jornais, e muitas pessoas se surpreenderam com sua disposição e determinação.

Taís Batista Santana Marques, mãe do menino, conta que o primeiro livro que leram juntos foi a Bíblia, e que demoraram apenas cinco meses para terminá-la. É justamente esse incentivo e o hábito de permanecer perto, conhecendo as histórias, que fizeram com que Gustavo fosse adquirindo cada vez mais o desejo de devorar livros.

3 Crianca le 500 livros da biblioteca da cidade em 1 ano Vou continuar lendo sempre

Direitos autorais: reprodução/ arquivo pessoal

A mãe afirma que a maioria das obras que ele leu eram de histórias infantis, livros com imagens e até mesmo as matérias da escola. Gustavo chega a ler cinco por dia, e não desanima, querendo manter esse forte hábito, lendo e aprendendo cada vez mais por meio através da literatura e da pluralidade de narrativas.

Recentemente, ele fez uma lista com o nome de todos os livros que já leu, anotando tudo para, posteriormente, mostrar à professora. Dentre os títulos que ele anotou, estavam: “A princesa Maribel”, de Patacrua; “Os sinos”, de Manuel Bandeira; e “Meu reino”, de Kitty Crowther.

Comente!

Muito bem, você conseguiu perder uma mulher que na verdade queria ser sua

Artigo Anterior

Cabelo curto em mulheres é sinônimo de empoderamento e liberdade

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.