Notícias

Crianças italianas dão as boas-vindas a alunos refugiados da Ucrânia

criancas refugiadas acolhidas escola italia

Ah, se todos fossem como as crianças… Na escola Gino Auriemma, em Somma Vesuviana, perto de Nápoles, os alunos receberam as crianças refugiadas com um carinho contagiante.

Assim como aconteceu com os pequenos Dmitri e Victoria no Instituto Don Milani, também na Itália, sete crianças que tiveram que deixar a Ucrânia por conta da guerra foram para a instituição de ensino e ganharam uma acolhida calorosa dos outros estudantes e dos funcionários.

Vídeos com as imagens viralizaram na internet.

Quando as crianças refugiadas entraram na escola, os colegas agitaram bandeiras da Ucrânia e da Itália e cantaram músicas de paz. Como muitos dos pequenos tiveram que deixar para trás seus animais de estimação, cada um deles recebeu um peixinho dourado como presente dos novos amigos. Uma das professoras, Matilde Cozzolino, explicou: “É um pequeno gesto para que se sintam em casa”.

Sofia, uma das novas alunas vinda da Ucrânia, recebeu uma plantinha de uma colega italiana, que vinha com um bilhete, onde se lia: “Você cuidará dessa planta, como nós cuidaremos de você, enquanto estiver conosco”.

Segundo o Unicef, desde o início da guerra, uma criança ucraniana se torna refugiada a cada segundo. Assim, esses pequenos tornam-se mais vulneráveis a situações como separação familiar, abusos, violências e tráfico. Os ataques da Rússia à Ucrânia já duram três semanas.

0 %