Criar um adolescente é muito mais difícil do que criar um bebê

5min. de leitura

Eles desafiarão você e vão tirá-lo do sério, mas você precisará aprender a se controlar e ser sempre um amigo, um influenciador, jamais um controlador.



Em muitos casos, os pais de primeira viagem podem ficar ansiosos para os seus filhos superarem os estágios iniciais da vida e começarem a se desenvolver e criar mais autonomia, acreditando que assim terão menos preocupações e poderão realmente descansar.

Isso porque eles não sabem que o período que segue à infância pode ser tão ou mais complicado ainda. Podemos pensar que os adolescentes são mais autossuficientes e responsáveis, mas a verdade é que eles vivem em um mundo particular, onde raramente alguém tem juízo e as regras são praticamente inexistentes.

Os adolescentes são cheios de regras e exigências próprias, querem ser tratados como adultos e ser responsáveis por si mesmos, ainda que, na maioria dos casos, eles não saibam absolutamente nada sobre a vida ou a maneira como o mundo funciona.


Nessa fase, querem se libertar dos pais, andar com os amigos na rua e sair de casa sem hora para voltar.

Eles querem ficar bem aos olhos dos amigos, por isso podem se afastar bastante da presença da família e começar a desprezar as coisas de que sempre gostaram.

Podemos detestar esse período da vida de nossos filhos, mas devemos compreender que também não é o melhor momento para eles também. A puberdade é complexa, é uma fase na qual muitas mudanças em todas as instâncias começam a acontecer.

Além das mudanças físicas, os adolescentes experimentam muitas transformações emocionais, que podem torná-los mais sensíveis e suscetíveis a certos tipos de comportamento. Por isso, não é raro muitos desenvolverem sintomas os da ansiedade e da depressão.


Os adolescentes estão tentando encontrar o seu lugar no mundo, sua verdadeira identidade e o que os faz feliz. Podem passar por muitas mudanças em curtos períodos e mostrar mais a sua voz, desafiar, exigir explicações e querer conversar sobre os assuntos mais complexos e íntimos, e por mais difícil que seja, esse não é o momento de julgar, de querer controlar ou de proibir, mas de orientar.

Nessa fase, mais do que nunca, é necessário que os pais ajam como exemplo, priorizando o diálogo, esclarecendo-lhes as dúvidas e oferecendo-lhes a liberdade sobre suas opiniões.

Os adolescentes, diferentemente dos bebês e das crianças, não estão mais totalmente suscetíveis a ordens, eles querem demonstrar o seu valor e ser reconhecidos por isso. Eles desafiarão você  e vão tirá-lo do sério, mas você precisará aprender a se controlar e ser sempre um amigo, um influenciador, jamais um controlador.

Permita que seus filhos sejam quem eles são, converse com eles, deixe-os saberem que sempre podem conversar com você. Demonstre que você é um amigo, alguém que está lá para ajudá-los

Cuide deles e proteja-os, mas não seja exagerado, eles devem experimentar o mundo. Essa parte é crucial para sua identidade. Coloque sua segurança como prioridade, mas deixe que trilhem os próprios caminhos, eles o agradecerão para sempre pela oportunidade de poder ser eles mesmos.

Criar adolescentes não é fácil mas, quando o trabalho é bem feito, os resultados se eternizam.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: Alexis Brown/Unsplash.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.