Cuidado com o que você atrai. Fale menos de si!

4min. de leitura

Quem vê cara, muitas vezes, não vê o lobo em pele de cordeiro escondido em pessoas gentis que, aos poucos, vão tomando conta da vida do outro e canalizando para ele seus caprichos.



As pessoas sempre vão julgar você por alguma coisa, seja pela sua aparência, sua roupa, seu modo de falar, de andar, pela sua postura, se você tem bens ou não, se é apenas um zé-ninguém ou se tem algo a oferecer.

Vão julgar por suas atitudes: se você sai de cena, se você se isola, se você não quer mais estar ao lado de quem só o coloca para baixo, se aprendeu a dizer “não”.

Não importa. É do ser humano esse tipo de conduta, esse tipo de jogo entre a necessidade de sentir prazer pela infelicidade alheia, de querer ser dono de coisas que não lhe pertencem.


Ninguém é de ninguém! Posse, obsessão, estratégia e manipulação emocional, muitas vezes, fazem parte do dia a dia de gente que não sabe viver de outra maneira.

Muitas vezes, é difícil lidar com certas situações, é difícil sair sem que não haja nenhum arranhão na alma, na vida, no corpo. Chamo a isso de sequelas espirituais, sequelas depois do aprendizado, depois da dor. Sequelas pela insistência, pela confiança, pela segunda chance, por achar que tudo vai ficar bem.

As pessoas sempre vão colocar você dentro de uma saia justa, vão explorar seu coração até a última gota, vão sair pela tangente, sem deixar notícias.


Quem vê cara, muitas vezes, não vê o lobo em pele de cordeiro escondido em pessoas gentis que, aos poucos, vão tomando conta da vida do outro e canalizando seus caprichos.

Quem nunca caiu numa cilada dessas? Quem nunca tentou cortar o mal pela raiz? Há muita coisa torta, muita gente sem fala, sem imposição, sem sentir o que precisa na vida.

Às vezes, é como cair na teia e se deixar emaranhar. Cuidado, cuidado com sua vida, cuidado com aquilo de que você precisa. Instrua-se espiritualmente, não ceda às falas mansas e cheias de boas intenções, elas podem não existir.

Alma que sente outra alma não se prende à matéria, à beleza, ao que o outro momentaneamente pode oferecer; não trancafia. A sua segurança está naquilo que você afasta e deixa sair, sem medo.

Pessoas vão anular você, vão contrariá-lo, vão estabelecer, muitas vezes, a linha entre a posse e o autoritarismo.

Se sua liberdade não tem preço, se sua paz é algo intocável, cuidado com o que você atrai. Quem realmente gosta, cuida. Quem realmente ama, não machuca.

Você não precisa viver de curativos, você precisa aprender a sentir que sua melhor companhia é você e que tudo o que você faz por você precisa trazê-lo para mais perto da sua essência.

Você vai errar, desconfiar, vai acordar, vai se perceber. O tempo ensina; Deus orienta; o que aconteceu, aconteceu.

Não se escancare demais! Busque se conhecer. Busque se corresponder. Ao se encontrar, você terá mais autonomia sobre a própria vida. O segredo é você pensar mais em você!

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.