publicidade

Cuidado. Você pode estar conspirando contra o amor!

Até quando você vai colocar a culpa no destino?



Você pode estar conspirando contra o amor!

Ele ligou. Tudo o que ele queria era chamá-la para fazer algo juntos. Um lanche, um cinema sem pretensão e coisas pretensiosas, talvez até rolassem depois.

Ela, ao ver o número dele no visor do celular, ansiou por um convite, para um lanche, um cinema sem pretensão e coisas pretensiosas, talvez até rolassem depois.

Ela atendeu com um “oi” animado.


Ele, tudo o que ele conseguiu, foi responder ao “oi” com a mesma animação e falar banalidades. Inventou uma desculpa por ter ligado e não consegui convidá-la  para coisa nenhuma.

Terminou a ligação com um “qualquer dia vamos marcar qualquer coisa” e desligou, para desespero de ambos.

Ela achou que tinha dado as dicas quando comentou que havia uma exposição assim-assim no MAM e que não tinha assistido alguns dos filmes indicados ao Oscar.


Ele achou que ela era intelectual demais, bonita demais, exigente demais, para querer a companhia dele.

Ela, que já tinha vasculhado fotos dele no Facebook, onde encontrou uma dezena de meninas lindas,  não se sentiu à altura. Provavelmente, ele ligou só por ligar, não tem interesse em mim. Foi assim que ela pensou.

Ele, achando que não tinha nenhuma chance, ligou a TV e foi assistir a um documentário sobre a Teoria da Conspiração.

Ela, rodou pelos canais e parou para assistir o mesmo  documentário. Cada um no seu sofá, cada um no seu cada um, sem saber que a tal teoria não diz que o tempo todo conspiramos contra nós mesmos.

(Do livro Considerações Finais, de Cristina Hare. Não pode ser reproduzido sem autorização/créditos da autora)

Quantas vezes você tem se comportado assim?

Permita-se!

___________

Direitos autorais da imagem de capa: hemeroskopion / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.