“Cuide de você! Não espere ninguém para fazer isso, e reze todos os dias.”



Minha mãe me deu um conselho estes dias, antes de ir embora: “Cuide de você! Não espere ninguém para fazer isso, e reze todos os dias.”

Não existe nenhuma metáfora escondida aí. Rápida e rasteira ela me lembrou de que, apesar de colaborar com a nossa sensação de bem-estar, ninguém, absolutamente ninguém, é responsável por alguns cuidados que somente nós podemos ter com a gente mesmo.

Cuidar-se, ao invés de esperar que o outro faça isso, tem a ver com o amor que doamos e esperamos sempre algo em troca, ainda que, na maioria das vezes, digamos que não. É como se amar tornasse o outro obrigado a cuidar de nós e das nossas expectativas. Como se o outro fosse o grande responsável pela nossa sanidade.

Foi sobre isso o seu conselho. Sobre amar livre de expectativas e, principalmente, obrigações. “Por que você fez isso comigo?”. Esta frase, com certeza, você já disse para alguém ou já escutou de alguém.

Mas, quando as coisas dão errado, já parou para se perguntar: “Por que eu fiz isso comigo? Por que me permiti isso?”.

Infelizmente, tanto eu quanto você, já sofremos por amor e vamos sofrer novamente (quem sabe?). E eu, já me vi repetir e lamentar de o porquê o outro, de posse do meu sentimento mais puro – o amor, não retribuía cuidando dos meus sentimentos, mantendo minha mente sã e minhas expectativas sob controle.

Temos a mania injusta de condenar os outros por prisões em que nós mesmos nos colocamos. Às vezes, até permanecemos dentro desta prisão lamentando, mesmo quando temos em mãos a chave que abre o cadeado.

É duro responsabilizar a si mesmo. Tão mais fácil dizer que estamos fracos o suficiente para não reagirmos devido à falta de cuidado do outro, do que encarar o fato de que, escolhemos por conta própria esperar que o outro tomasse conta da nossa mente, corpo e espírito.



E o fracasso é somente nosso, o outro não tem a responsabilidade de cuidar de ninguém, além de si mesmo.

Então, cuide de você. Faça por você. Não espere que, amando, você entregou o seu precioso coração para o outro e agora ele deve tomar conta. Ele não deve. Quem deve isso a você, é somente você mesmo. Mantenha-o saudável dentro do próprio peito, mantenha os seus sentimentos sob controle e suas expectativas também.

Levei tão a sério o que ela me disse que tomei como honra: “Vou cuidar de mim, independentemente de qualquer sentimento por qualquer pessoa”, pois cuidar de mim é o mínimo que eu posso fazer para honrar a vida que tenho.

Daquele dia em diante, não levantei um dia sequer sem pensar em como mereço meus cuidados, antes de esperar que alguém faça isso. Se alguém fizer, ótimo, é lucro, pois eu mesma já tomo conta de mim.

E então eu me cuido, com carinho, respeito e muito amor. E, ah, também rezo todos os dias…



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: wall.alphacode / 706099






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.