publicidade

Cultive a paz e ela estará contigo em todos os seus momentos!

Paz não é somente o oposto da guerra, nem a inexistência de conflitos e bate-bocas. Paz é a transformação de atitudes que cada ser pode ter e todos se beneficiarem.

Queremos usufruir de uma grande paz, mas não queremos fazer a mudança necessária para que isso aconteça.



Muitos pedem pela paz, clamam por ela, mas vivem manifestando desarmonia e conflitos, alimentando discórdias por onde passam. Instigando a violência por menor que seja sem se dar conta do tanto que contribui para um mundo mais hostil e desajustado.

É importante atentarmos para a nossa vida cotidiana, perceber o que fazemos dela, o quanto investimos para vivermos em paz e mantê-la, a um ponto que possamos expandi-la por todos os lugares que passarmos.

A paz começa em nosso interior, é uma busca constante, um cultivo interminável, e quando plena não se deixa corromper, não é roubada, mas contagiada e sentida por todos que estão ao nosso redor.


Cultivar a paz é quando conseguimos ter o amor e o respeito pelo próximo, é evitar a maledicência e exercer a paciência quando algo não sai como planejamos ou alguém não nos respeita como merecemos.

É fazer com que prevaleça a justiça e igualdade, que tenhamos compaixão e generosidade com nós mesmos e com os outros.

É não alimentar o conflito, e ter o discernimento de que muitas vezes é mais vantajoso estarmos em paz do que estarmos certos, praticando o bem em qualquer adversidade e enfrentando a oposição sem denegrir e sem maldade.

Cultivamos a paz quando respeitamos opiniões alheias, e deixamos de ser juízes, abstendo-nos de julgamentos, não gerando conflitos, mas interagindo com elas, semeando a compreensão e a serenidade.


Cultivamos a paz quando nosso time perde e parabenizamos o vencedor, quando o político não preferido ganha as eleições e nos juntamos num pensamento e atos positivos em prol de um bem comum, respeitando a democracia e o direito de todo o cidadão.

A paz pode ser cultivada quando presenciamos uma forma de amor diferente da nossa. Se é amor, a essência prevalece. Quando abolimos todos os tipos de preconceitos e discriminações de uma pessoa por características distintas.

Cultivar a paz é manter a integridade física e emocional de quem quer que seja. É preservar a harmonia no lar, estendendo-se no trabalho e por onde andar. É propagar a cultura de paz, treinando a gentileza, exercitando a solidariedade, procurando oportunidades de pacificar, canalizando construtivamente toda a raiva e frustrações,  praticando atitudes saudáveis.

E vivenciar aquela paz citada pelo Apóstolo Paulo: “A paz que excede todo o entendimento”.

E que façamos por merecer em receber a dádiva das palavras de Jesus: “Deixo-vos a paz! A minha paz vos dou”!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF/venusvi

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.