ColunistasComportamento

Curta a sua própria companhia!

CURTA SUA PRÓPRIA COMPANHIA capa

Há pouco, a vítima mais recente de um conhecido vampiro psico-afetivo me mandou uma mensagem dizendo o seguinte:



“Estou indo dar uma volta no shopping, não vou me enfiar em casa cedo. Lembro com frequência de algo que você me disse um dia em que me sentia sozinha:

É preciso aprender a gostar da própria companhia, a fazer coisas por si independente da presença de outras pessoas. Somente quando aprende a beleza de sua própria companhia, está pronta para outras companhias.

Caminhar com as próprias pernas, sem depender é o que estou aprendendo e me sinto bem por isso.”


E é bem esse o espírito desse sábado, dia terrível para quem saiu de uma relação tóxica. A ideia é substituir essa sensação de vazio, de buraco impreenchível pela noção de que você tem a melhor companhia que poderia ter nesse momento: você mesmo.

Vista-se de forma matadora, saia para jantar, peça uma mesa para um. Atravesse o restaurante em passos firmes, cabeça alta. Observe os olhares e curta seu momento, é muito bom!

Vá ao teatro e você vai achar incrível o fato que poltrona para um quase sempre tem disponível e em bons lugares!

Vá ao cinema e assista 3 filmes um atrás do outro, enchendo a cara de pipoca e coca-cola.


Faça uma viagem sozinha (o), viva novas experiências, apaixone-se por um francês ou uma garota inglesa e traga nas bagagens essas lindas emoções e a ideia de que o mundo não se resume a uma pessoa perversa.

Você vai se surpreender ao descobrir quanta coisa boa você tem para dar a si mesmo!

Contos e lendas do halloween:

Artigo Anterior

Definição de psicopatia:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.