Notícias

Da Bahia ao estrelato em Ceilândia: caso controverso com mulher de personal trainer faz sem-teto ganhar apelido de “mendilover” e fama nas ruas do DF

Foto: Reprodução.
Da Bahia ao estrelato em Ceilandia caso controverso com mulher de personal trainer faz sem teto ganhar apelido de mendilover nas ruas do DF

Nascido na Bahia, o morador de rua Givaldo Alves, de 48 anos, perambulava a cerca de 1,4 mil quilômetros de sua terra natal pelas ruas de Planaltina (DF) em quase total invisibilidade. Depois de ter sido espancado pelo marido de uma personal trainer com quem teve relações sexuais, sua existência passou a ser percebida e sua história, em pedaços, começa a ser contada.

De alguém em extrema vulnerabilidade sem passado e sem teto, à mercê da caridade alheia, Givaldo passou a possível candidato a cargo político, assediado que está por partidos interessados em pegar carona em sua popularidade.

Givaldo é um dos mais de 220 mil brasileiros que vivem nas ruas do país, de acordo com a última projeção feita em 2020, e um dos poucos estudos desse tipo, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Um contingente desconhecido que representa 1% da população brasileira.

O sem-teto, com sua narrativa que vaga entre realidade e devaneios, está sendo convidado agora por quatro partidos políticos que querem sua filiação para uma eventual candidatura a deputado nas próximas eleições.

Para isso, ele terá que escapar ileso do inquérito que apura se ele cometeu estupro ou abusou de Sandra Mara Fernandes, de 33 anos. Os dois foram flagrados dentro do carro da comerciante no bairro de Jardim Roriz. O marido dela, Eduardo Alves de Souza, de 31 anos, que fora de si bateu em Givaldo, diz que a mulher teve um surto psicótico e que o morador de rua se aproveitou dela.

Uma entrevista dada por Givaldo ao Metrópoles, entretanto, pode indicar que ele também não estaria em condições psicológicas de perceber qualquer sinal de anormalidade no comportamento de Sandra — sobretudo quando afirma que o carro dela era vermelho, não branco, e que não seria ele nas imagens que percorreram o noticiário. Ela o tinha abordado mais cedo, dado uma Bíblia a ele e voltado depois para buscá-lo para relações consensuais, de acordo com a própria Sandra, que foi internada em seguida. Givaldo também garante que a mulher pediu para namorar com ele.

Entre os influenciadores, Casimiro Miguel, considerado o maior streamer do Brasil, reagiu à entrevista, que o levou a uma série de gargalhadas. Confira trechos do react:

0 %