Dar carinho é bom, mas saber que é recíproco faz toda a diferença!

Sim, é bom dar amor, carinho, sentir-se amado e querido, mas é bom também saber recuar quando as chances são pequenas, quando a atenção não é recíproca e quando a vontade não é verdadeira.

Preste atenção nos sinais, no seu coração. Não se engane à toa.

Dispa-se de qualquer sentimento que o prenda a uma relação por mera companhia por medo da solidão.
A melhor pessoa é aquela que você encontra na frente do espelho. Cuide dela!

Sinta a maré! Dar carinho é bom, mas saber que é recíproco faz toda a diferença, e faz essa energia valer a pena.
Não seja “step” de ninguém, não se prenda a pequenas doses de atenção, achando que isso é tudo o que você merece.

Volte para o seu ser, tão lindo e preencha-se de amor!

Quando estamos seguros em nós, tudo se torna uma grata surpresa, sem necessidade de agradar para estar perto, sem forçar a barra para ser aceito. Aliás, onde há força para algo, não há natureza espontânea, não flui com amor.

Fica uma atmosfera de carência, falta. Isso não é saudável.

Bom mesmo é ser de verdade, viver com verdade. Autogerar-se de amor!

Perceba se o que você sente reflete bem no seu ser amado.

Você só pode controlar as suas emoções, o que o outro transmite está fora do seu controle. Então, relaxe e saiba perceber o que você pode ou não fazer para se fazer feliz dentro das suas possibilidades.

Se você percebe que faz mais do que deveria, ou que tudo parte somente de você, que tal dar dois passinhos para trás e sentir?

Dar a chance da manifestação também é uma boa ideia e faz o fluxo energético fluir com mais harmonia.

Trate-se com carinho. Traga energia para o seu bem viver. O mais é mero transbordar! Um mero que faz toda a diferença quando se está cheio de si.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / spaskov



Deixe seu comentário