Dar o peixe ou ensinar a pescar?

Há, sim, que se dar o peixe a quem pede, mas é preciso ensinar a pescar, é preciso mostrar a quem está pedindo, que ele ou ela pode pescar por conta própria e saciar suas necessidades por si só, todos os tipos de necessidades, não só as do corpo físico, mas também da alma.

Dar o peixe ou ensinar a pescar? Estes são dois procedimentos demonstrados simbolicamente neste texto, pois que, no decorrer de muito tempo, já demonstraram seus resultados práticos e, ainda assim, existe resistência, por parte da grande maioria das pessoas, em realizar as mudanças de procedimentos.

Porque quando recebemos um pedido de ajuda e ajudamos de pronto, sem nem nos preocuparmos em preparar as pessoas que ajudamos, nós criamos pessoas despreparadas para novas situações da vida e sabemos que as situações repetir-se-ão.

As situações difíceis se repetem tão somente se estivermos despreparados, se não estivermos atentos às lições que recebemos na escola da vida.

Portanto, há, sim, que se dar o peixe a quem pede, mas é preciso ensinar a pescar, é preciso mostrar a quem está pedindo que ele ou ela pode pescar por conta própria e saciar suas necessidades por si só, todos os tipos de necessidades, não só as do corpo físico, mas também da alma.

Desta forma, preparamos novos pescadores, buscadores de tudo aquilo que necessitam, para que tenham a autonomia de profissionais veteranos.

Porque quando um ajudador é solicitado a ajudar, ele tem a obrigação de ser consciente, de mostrar como esta ajuda pode funcionar de forma duradoura.

É disso que se trata aqui, no simbolismo do título de dar o peixe ou de ensinar a pescar, pois é ensinando e aprendendo que conseguiremos evoluir. Apenas recebendo o peixe nós seremos sempre dependentes de outros e esse não é o objetivo da evolução humana.

Enviar vibrações de cura e preces ou ensinar as pessoas a fazerem suas próprias preces exercitando seus poderes amorosos?

Ensiná-las que limpar seus corações de todos os sentimentos de baixa vibração e aprender a vibrar o amor e o perdão, pode, com certeza, fazer mais efeito que enviar preces, embora enviar preces com amor seja, sem dúvida, de muita ajuda para quem precisa.

É por esse motivo que o título deste artigo é: Dar o peixe ou ensinar a pescar

Quando for solicitado a ajudar, faça a sua parte, ajude sempre e com muito amor porque esta é a função de um ajudador, mas procure ajudar e complemente ensinando da melhor maneira que você puder.

Porque uma ajuda pode ser temporária, imediatista, paliativa como um analgésico tratando os sintomas, os efeitos ou pode ajudar as pessoas a partir das causas, curando a partir da raiz dos problemas, de forma concreta e duradoura.

Então o conselho aqui é: escolham com sabedoria como ajudar da melhor forma que puderem.

Dando o peixe ou ensinando a pescar?

Sejam felizes ajudando e ensinando em cada ajuda que forem solicitados.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: stockbroker / 123RF Imagens



Deixe seu comentário