Notícias

Datafolha: Lula tem 43% no primeiro turno, contra 26% de Bolsonaro

Foto: Reprodução
Datafolha Lula tem 43 no primeiro turno contra 26 de Bolsonaro site

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (24) revela os índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2022.

O Datafolha testou quatro cenários. No primeiro, apresentou como pré-candidatos: Lula, Jair Bolsonaro, Sergio Moro, Ciro Gomes e João Doria, André Janones, Vera Lúcia, Simone Tebet, Felipe D’Ávila e Leonardo Péricles. Não incluiu Eduardo Leite.

Pesquisa estimulada de intenções de voto no 1º turno

Cenário A

Com João Doria. Sem Eduardo Leite.

Lula (PT): 43%; Jair Bolsonaro (PL): 26%; Sergio Moro (Podemos): 8%; Ciro Gomes (PDT): 6%; João Doria (PSDB): 2%; André Janones (Avante): 2%; Vera Lúcia (PSTU): 1%; Simone Tebet (MDB): 1%; Felipe D’Ávila (Novo): 1%; Leonardo Péricles (UP): 0%; Em branco/nulo/nenhum: 6% e Não sabe: 2%.

Cenário B

Com Eduardo Leite. Sem João Doria.

Lula (PT): 43%; Jair Bolsonaro (PL): 26%; Sergio Moro (Podemos): 8%; Ciro Gomes (PDT): 7%; André Janones (Avante): 3%; Vera Lúcia (PSTU): 1%; Eduardo Leite (PSDB): 1%; Simone Tebet (MDB): 1%; Felipe D’Ávila (Novo): 0%; Leonardo Péricles (UP): 0%; Em branco/nulo/nenhum: 7% e Não sabe: 3%.

Cenário C

Com Doria. Sem Eduardo Leite e Simone Tebet.

Lula (PT): 44%; Jair Bolsonaro (PL): 26%; Sergio Moro (Podemos): 8%; Ciro Gomes (PDT): 7%; André Janones (Avante): 3%; João Doria (PSDB): 2%; Vera Lúcia (PSTU): 1%; Felipe D’Ávila (Novo): 1%; Leonardo Péricles (UP): 0%; Em branco/nulo/nenhum: 6% e Não sabe: 2%.

Cenário D

Sem Eduardo Leite e João Doria.

Lula (PT): 43%; Jair Bolsonaro (PL): 26%; Sergio Moro (Podemos): 8%; Ciro Gomes (PDT): 8%; André Janones (Avante): 3%; Vera Lúcia (PSTU): 1%; Simone Tebet (MDB): 1%; Felipe D’Ávila (Novo): 0%; Leonardo Péricles (UP): 0%; Em branco/nulo/nenhum: 7% e Não sabe: 2%.

A pesquisa ouviu 2.556 pessoas entre os dias 22 e 23 de março em 181 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

A pesquisa estimulada não pode ser comparada com o levantamento anterior, de 13 a 16 de dezembro, porque adota cenários diferentes. Naquele levantamento, Lula registrou 48% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro tinha 22%.

Desde então, foram retirados os nomes de candidatos que saíram da disputa, o dos senadores Rodrigo Pacheco (PSD) e Alessandro Vieira (PSD) e o do ex-ministro Aldo Rebelo (sem partido). Também foram incluídos novos candidatos: Vera Lúcia (PSTU), André Janones (Avante) e Leonardo Péricles (UP).

Bolsonaro cresce na espontânea

A pesquisa espontânea, que pode ser comparada com a anterior, aponta um avanço de Bolsonaro, que ganhou 5 pontos porcentuais desde dezembro, passando de 18% para 23%. Lula continua na liderança e oscilou dentro da margem de erro, de 32% para 30% das intenções de voto.

Lula (PT): 30% (era 32% em dezembro)
Jair Bolsonaro (PL): 23% (era 18%)
Sergio Moro (Podemos): 2% (era 2%)
Ciro Gomes (PDT): 2% (era 2%)
André Janones (Avante): 1% (não aparecia)
Outros candidatos: 2% (era 2%)
Em branco/nulo/nenhum: 8%
Não sabe: 32%

Lula domina Nordeste, Bolsonaro recupera evangélicos

Lula teve 55% das intenções de voto no Nordeste em três dos quatro cenários da pesquisa (54% no Cenário D). Também lidera entre os menos escolarizados (55%) e jovens (51%).

O ex-presidente tem 51% de intenções de voto entre os mais pobres, que representam 53% dos entrevistados.

Já Bolsonaro tem 38% entre quem ganha de 5 a 10 salários mínimos e 39% entre os de renda acima de 10 mínimos, enquanto Lula tem 27% e 26% nesses estratos, respectivamente. Entre as regiões, os melhores desempenhos são no Sul (33%) e no Norte/Centro-Oeste (30%), embora com intenções de voto menores que de Lula.

Entre os evangélicos, o presidente registrou 37% das intenções de voto, empate dentro da margem de erro com Lula (34%), mas com vantagem númerica.

0 %