CrônicasColunistasO Segredo

Deixa eu gostar de uma pessoa bonita, por favor!

Deixa eu gostar

Vamos deixar de lado aquele papo de que o que vale é o que a pessoa é por dentro, só enquanto durar este texto e concordar um pouco com Vinícius quando escreveu que “a beleza é fundamental”?



Em muitos papos da vida, parece que se você diz que deseja encontrar alguém que te deixa sem jeito e te tire do sério por causa da atração física, imediatamente parece que você vai se apaixonar por alguém com valores distorcidos. E ter que explicar que não é por ai o caminho, cansa a beleza.

Há musos com traços exóticos ou apenas perfeitos e mulheres exuberantes que cruzam nossos caminhos. Qual o problema se nossos olhos ficam vidrados, se nossa mente se fixa nos movimentos, se no travesseiro ao lado a gente só pensa em ter aquela pessoa bonita?

Ah, mas o que você quer não existe! Existe sim. É um ser que também pode se interessar por mim. É alguém vai me deixar feliz só pelo fato de passar diante dos meus olhos. É alguém que além de todos os adjetivos que eu usar para falar de sua “beleza interior”, vou acrescentá-los para recitar seus atributos físicos.


É pecado gostar de um homem alto com um corpo bem definido? É crime se apaixonar por uma mulher com belas curvas e pernas torneadas, cabelos cuidados, pele saudável? Onde está o erro em não precisar enxergar além da alma? E se o tempo leva a beleza embora, a gente vai viver com a certeza de que ele nos permitiu ver estes atributos se transformarem em encanto eterno.

Definitivamente, eu quero o estado de graça ao me apaixonar. Continuar achando graça em ter encontrado o que no meu conceito beleza me faz tão bem. E seguir recitando Vinícius de Moraes: “É preciso, é absolutamente preciso que tudo seja belo e inesperado”.

Como está a sua conexão com o mundo?

Artigo Anterior

Decidir de novo? ah não!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.