VidaColunistasReflexão

Deixe as grandes expectativas de lado e viva em paz!

DEIXE AS EXPECTATIVAS FOTO DE CAPA

Esperas e esperanças fazem parte da nossa trajetória desde sempre. Esperar pelo Natal, pelas férias, pelos fins de semana. Esperar para rever um amor ou encontrar um novo. Tudo remete a uma dose de tempo, de ansiedade, de desconforto.



Esperar requer quietude e um pouco de sabedoria. A gente dorme e acorda sabendo que algo vai acontecer. Porém, há uma coisa que pode não nos fazer bem durante o processo: o excesso de expectativa.

Perceba que as coisas mais divertidas, que mais emocionaram que fizeram sentido e se fizeram inesquecíveis aconteceram quando as expectativas não foram tão alimentadas. Havia desejo sim de que as coisas funcionassem, dessem certo, mas havia receios, medos e muitas inquietações no caminho. E nem por isso tudo deu errado.

DEIXE AS EXPECTATIVAS - FOTO 01


Quando se carrega muita expectativa, a gente corre um grande risco de esbarrar na frustração. Foi o sonho que não se tornou realidade, a demora que se prolongou, as situações que tomaram outro rumo e que saíram do nosso controle.

Promessas, confiança, um pouco de fantasia, muitas visualizações e pé no chão. Esperar que o mundo corresponda a todos os nossos pedidos e preces pode não nos fazer bem quando as respostas são contrárias ou chegam pela metade.

Conhece aquela frase: hoje eu só quero que o dia termine bem? Pois é, este pensamento não se refere a pensar que tudo vai dar errado, mas pensar no bem. É entender que foi da melhor maneira que tinha que ser naquele momento.

Quando há pouca expectativa, há paz no coração. Não há sofrimento antecipado, é possível lidar de uma maneira sensata com as decepções. E mesmos que as dúvidas persistam, é algo natural, já que vivemos entre o pode ser que sim e o pode ser que não, o certo e o errado o tudo ou nada.


DEIXE AS EXPECTATIVAS - FOTO 02

Quando a expectativa vem na medida não há tanta cobrança. A ausência do excesso chega a ser confortante porque a gente lida com a realidade que pode ser modificada muitas vezes com ou sem o nosso consentimento.

Como é bom se despir desta suposição incerta, perdoar e aprender com os desapontamentos. Com ou sem expectativas a vida sempre se supera e nos causa surpresas, porque ela é construída pelo tão temido e surpreendente inesperado.


Autoestima: quando a pessoa está de bem consigo mesma, centrada, os fatores externos não interferem em sua vida!

Artigo Anterior

Dependendo de quem vem um “dorme bem”, a gente acaba tendo uma boa noite de sonhos…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.