2min. de leitura

DEIXE DE SER UMA METADE!

É comum ouvirmos pessoas dizendo que estão a procura ou que ainda não encontraram a sua metade.


Todos estão na constante busca daquele maravilhoso ser, perfeito, para completá-los, transformá-los em um ser inteiro.

Partimos assim do primeiro pressuposto, se eu quero alguém que me complete, se espero pela chegada da minha outra metade, conclui-se que não sou completa, sou exatamente uma metade.

Então, se precisamos ser completados pela outra metade serão esses tipos de pessoas que atrairemos, pessoas – metades.


Quando somos metades e buscamos o amor, buscamos encontrar aquela pessoa que nos “salvará do tédio da vida” e fará dela mais alegre e mais bonita, nos dando atenção, prazer e carinho. Porém esquecemos que o outro também está nessa busca e como poderemos completar ou simplesmente alegrar a vida de alguém se a nossa não o é?

Por outro lado, buscamos alguém que em nossa mente é perfeito, será nosso salvador, portanto a pessoa que buscamos tem todas as características de uma pessoa já completa.


A verdade é bem simples: quem já é inteiro não precisa de outra metade. Como também, metades diferentes não formam um inteiro. Metades diferentes não se completam.

E lá se vai nossa busca pela metade perfeita.

Para doar amor, alegria, carinho, precisa-se, primeiramente, já ter isso em sua vida, é preciso já estar vivendo isso, e então, a outra pessoa virá para somar e não completar nada.

Você é a sua outra metade, e cabe a você mesmo se completar.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.