Deixe ir… carregar folhas secas nos faz murchar, perder o viço, o brilho das cores



Acredito que tudo pode nos trazer uma lição ou uma outra maneira de olhar. A vida nos ensina o tempo todo. Basta estarmos abertos e atentos.

Atos, mesmo que impensados ou calculados, produzem consequências. Tenho em casa duas floreiras na janela dos quartos. Gosto de plantar gerânios. Acredito que faço isso na mente, desde a adolescência. Eu pintava telas e adorava os casarios. Em praticamente todos, muitas flores, sempre de cores fortes e vibrantes. Passeava pela paleta os vinhos, vermelhos, fúcsias, rosas… e gerânios, os prediletos. Eles me davam, e dão até hoje, a sensação de lar feliz!

Engraçado, apesar de gostar muito de flores, e entendo que dão vida ao ambiente, sou meio desleixada com elas, confesso. Gostaria de ser mais atenta, cuidar melhor.

Voltando ao cerne da questão, as floreiras atuais de minha vida, aquelas que ficam nas janelas, fizeram-se pensar. Nunca imaginei que elas poderia me ensinar algo. Mas elas o fizeram. As floreiras estavam com muitas folhas secas e, entre elas, um verde despontava timidamente e quase engolido no meio de tanta “morte”.

Há alguns dias, aquilo estava me incomodando. Porém, sempre algo na prioridade e foi ficando. Até que resolvi colocar a mão na massa e fazer uma limpeza. Tirei as folhas secas, mortas e sem vida. Estavam escuras, mas, ao invés de jogar no lixo, deixei-as na base da floreira. Aquele processo onde a decomposição ajuda na nova vida.

Como nas floreiras, faz-se necessário arrancar de nós o que não faz mais sentido. As nossas folhas secas.

Dali não brotará mais vida. Precisamos nos renovar e criar folhas novas. Dar espaço, criar oportunidades, mas a decomposição das antigas, pode nutrir a nova vida.

O passado nos suporta, dá base e alimenta, mas deve ser renovado. Serve para as raízes, mas se insistirmos em carregá-lo no presente, o tempo todo, perderemos oportunidade de novas folhas.



Carregar folhas secas e sem vida nos faz murchar, perder o viço, o brilho das cores.

Meu vaso ainda não ficou bonito como eu gostaria. Como disse, as tímidas folhas verdes estão pequenas, mas crescendo. Talvez precise ir mais longe e trocar as mudas. Sim, algumas precisam ser trocadas.

Sabe, fiquei tão leve depois dessa limpeza! Viva e faça viver ou reviver o que está a seu lado.

Por Pathy, que ama a vida com o pacote completo que ela apresenta a mim.


Direitos autorais da imagem de capa: Pedro Dutra/Unsplash.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.