ColunistasReflexão

Deixe o acaso agir sem tantas explicações e surpreenda-se!

Há quem diga que há lógica e razão no acaso. Seria o imprevisível já previsto enquanto estamos vivendo concatenando alguns planos e traçando algumas metas.



O amor não chega no exato momento em que nós queremos. Ele aparece assim, de repente, ou até é esperado, mas não se tem nenhum domínio de como chegará. Se num cavalo, se num oi desproposital, numa conversa virtual.

Esta eventualidade que o acaso traz consigo é capaz de mudar o rumo, a rota a vida. Acaso é a delícia do que acontece sem nem se imaginar ou premeditar.

Acaso é o incerto que nos dá um frio na barriga, que nos faz perder o norte, que nos surpreende. Bendito os acasos que surgem, assim mesmo sem explicação, sem precisar que façamos algo ou agimos para que aconteça.


Nada de motivo aparente. Acasos são bem-vindos. Eles nos tiram do eixo e colocam as coisas nos seus devidos lugares. Acaso não é consequência de nada. E as coisas nem precisam ser assim tão certas, tão metódicas. E não são, porque o inesperado está sempre à espreita.

Um encontro casual, um convite casual, um olá bem casual e a vida vai se preenchendo. Nada simultâneo, nada precedente. Assim do nada, como se tudo tivesse que ser. Por acaso a gente encontra, por acaso a gente descobre, por acaso a gente sente.

Não que tenhamos que viver ao acaso, mas ele traz quase sempre o que poderíamos esperar e nem sequer supomos que conseguiríamos. A gente não precisa e nem quer que ele dite nossos caminhos, só que a dose da sua presença na vida faz um bem! O acaso pode até resolver problemas, acertar algumas questões. Seria talvez um presente do destino.

E quando dizem por ai que tudo tem um porque, eu questiono. Então, acaso, explique-se? E se ele não se explicar, aí é que me aproveito dele, agradeço por ter aparecido e nem fico maquinando mais a sua presença e buscando respostas.


Acredito um pouco e algumas vezes muito nesta frase de Gautier “O acaso é, talvez, o pseudônimo de Deus, quando não quer assinar”.

E Ele com certeza escreve enquanto estamos preocupados em desenhar a vida à nossa maneira. E o texto em Suas linhas é muito mais surpreendente. Como sempre!

Seja feliz de dentro pra fora!

Artigo Anterior

As pessoas não são produtos para ficarem se rotulando. Corajosos são aqueles que aceitam a si mesmos!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.