Deixe o passado para trás e abrace o futuro com estas 8 atitudes!

Talvez, você cultive feridas e nem se dê conta. Talvez, você viva com medo de novas relações por traumas passados. Talvez, você dê muita importância ao que faltou na sua vida.

Se você se identificou com alguma dessas reflexões, com certeza você tem dificuldade de deixar no passado as emoções e sentimentos negativos vivenciados lá atrás.

O que nos prende ao passado são as emoções negativas como medo, mágoa, ressentimento, negativismo, apego. Quando a gente cultiva as emoções negativas, perdemos o ângulo mais amplo de visão, deixamos de ser agradecidos pelo que temos, enfatizando o que não temos. Elas fazem com que a gente perca a energia, que poderia ser canalizada para alcançar metas, criar projetos, ou simplesmente, ser feliz.

Por isso a gente escuta tantas pessoas reclamando de falta de energia, de desânimo, de desesperança. Nós somos bombardeados de reclamações, de notícias ruins, de indignação, o que acaba intensificando medos, humor instável, insegurança, raiva. Aí, nos esquecemos de cuidar do nosso cérebro, de blindá-lo para que toda essas emoções negativas não nos tirem do presente e não nos desviem do futuro que queremos.

Dessas situações não podemos fugir. Sempre haverá ao nosso redor alguém que nos coloca para baixo, algum amigo “reclamão”, problemas, perdas, frustrações, decepções. Mas podemos gerar um antídoto no cérebro através da estimulação das nossas químicas boas, nosso quarteto fantástico: dopamina, serotonina, endorfina, ocitocina, através de emoções positivas como o amor, a gentileza, o perdão, a gratidão.

Quando o cérebro está ocupado pela raiva, pelo medo, pela preocupação, pela mágoa, ele não encontra espaço e não tem energia para manter o foco, a criatividade, a resiliência e a determinação necessárias para desempenharmos o papel de protagonistas de nossa vida.

Cérebros positivos reagem a uma situação traumática com muito menos dano ao organismo, com muito menos cortisol, o que faz que consigamos manter a inteligência emocional, a nossa imunidade, nosso foco, nossa produtividade…

O primeiro passo para perseguir realmente o que quer, poder traçar objetivos e esboçar o futuro, para depois poder realmente concretizá-lo, é desocupar o cérebro das emoções negativas. Não podemos eliminá-las, mas podemos fazer com que ocupem o mínimo de espaço.

Siga estas dicas e esvazie o cérebro dessas emoções negativas:

  • Ao acordar, antes de abrir os olhos, inspire profundamente pelo nariz e sinta-se agradecido à vida que tem. Solte vigorosamente pela boca todo o desânimo ou preguiça.
  • Durante o dia, valorize pequenos momentos de bem-estar e sorria. Sinta o sorriso inundando seu rosto e a química que ele libera inundando todo seu corpo.
  • Quando pensamentos repetitivos, não tão bons, vierem a sua mente, imagine um pano colorido ou um espanador e limpe. Mantenha a convicção de que estes pensamentos só ocupam espaço. Depois de limpar, coloque pensamentos e lembranças boas no lugar. Lembre-se de uma conquista, de momentos bons. Substitua sempre um pensamento negativo, por algum positivo. Se não conseguir, olhe para algo bem colorido, assim você vai quebrar aquele padrão ruim e seu cérebro entenderá que é para mudar o comando negativo.
  • Perdoe mais. Perdoar é um ato de inteligência emocional que liberta você. Lembre agora de algo que pesa na sua vida, por não conseguir perdoar e pense que perdoar não significa esquecer ou concordar. Significa apenas gostar de si e não “criar tralhas” desnecessárias.
  • Mantenha o foco no que tem, no que conquistou e não no que não tem.
  • Intensifique mais os momentos bons. Vibre mais!
  • Faça mais automassagem, pois a ocitocina liberada dá sensação de conforto e de segurança.
  • Nunca deixe o dia acabar sem ter ido até o espelho, dado um sorriso para você mesmo e expressado seu carinho, seu amor por você.

Agora, pare a leitura e pratique alguma dessas dicas!

Quando deixamos para depois, vamos adiando nosso bem-estar e felicidade e, na maioria das vezes, esquecemos e perdemos a oportunidade de investir em nós.

Não deixe para depois!

E agora, compartilhe com as pessoas que ama!

Grande e carinhoso abraço, cheio de ocitocina!!!
Isabel



Deixe seu comentário