ColunistasPerdoar

Deixem no passado as coisas negativas. Perdoe e siga em frente.

Liberando perdão.

Quando você perdoa ao próximo é a você que está perdoando. Já perdoou hoje?



Já perdoou aquele que o magoou e mexeu na sua ferida? Quando se perdoa, abre-se portas para prosseguir.

Porque perdoar? Porque o perdão transforma e é chave para abrir outras portas. Porque é perdoando que se é perdoado.

O perdão não é fácil de ser dado. É preciso compreensão e dedicação para perdoar.


Ele pode ser transformado aos poucos com muita paciência e resignação.

Quando você compreende e se coloca no lugar dos outros, você percebe que não somos perfeitos e que todos nós estamos sujeitos a errar. Todos têm falhas a serem redimidas e melhoradas.

A chave do perdão vai se mostrando de forma amável, remediando as cicatrizes da alma e nos fazendo entender que, quando se perdoa,  sente-se mais leve, menos agressivo, mais cordial.

O perdão é uma das coisas mais libertadoras e por isso abre tantas portas. A falta de perdão é como uma corda amarrada ao pescoço, tirando lhe o sossego. Se o seu irmão pecar, repreenda-o. Suportar uns aos outros e consolar faz parte do perdão e é por meio dele que somos perdoados. Abandonar os maus pensamentos e  voltar-se  para Deus é bom, pois sua misericórdia é infinita. Perdoar é como abrir mão do pagamento de uma dívida e assim deixamos de lado ressentimentos, mágoas e prejuízos que tivemos.


O perdão acontece quando deixamos de lado interesses e praticamos o verdadeiro amor.

O perdão tem seus benefícios: aceitação, a compreensão, a benevolência, a gratidão, a compaixão, o respeito e a paz.

A falta de perdão pode causar estresse e deteriora os seus relacionamentos e seus ideais.

Enquanto houver pendências mal resolvidas, feridas abertas e dores internas não será possível seguir em frente. É difícil seguir com o coração pesado.


Jogue fora as dores sentimentais, limpe sua aura, libere os ressentimentos.

Não fique a argumentar os erros alheios, procure entender que cuidando do próximo, você estará plantando flores, regando o jardim, curando feridas e permitindo o perdão.

Você pode amar o outro sem receber nada em troca, assim você colhe o que plantou e colhendo, permitir-se-á amar sem medida.

E fortalecido, você estará preparado para enfrentar as decepções e firme para ignorá-las, reconstruindo a  si mesmo  para enfrentar de peito aberto os obstáculos que se apresentam no seu dia a dia.


Deixem no passado as coisas negativas que vão retardar seu crescimento espiritual, desfaça de malas pesadas , bagagens inúteis , que nada somam e só servem de fardo para as nossas esperanças.

É preciso ter coração de gigante, força interior e fé inabalável para superar as amarras, soltar os nós, para alcançar o fortalecimento e engrandecimento de nós mesmos e dos mais próximos.

Quando oferecemos recursos positivos, afastamos os males e somamos ao invés de subtrair.

Perdoar é saciar a sede com água pura. É dividir pão com o faminto. É colher flores e frutos em tempos de semeadura. É semear paz nos campos da discórdia.


_________

Direitos autorais da imagem de capa: galdzer / 123RF Imagens

“nossos corpos são sonhos encarnados à procura de moradas tranquilas em que possam descansar…”

Artigo Anterior

Mudanças: a resposta vem quando praticamos o perdão.

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.