Comportamento

Depois de 6 anos nas ruas, idoso recebe mais de R$ 500 mil da comunidade e se torna artista influente

Richard já havia sido um artista de sucesso, mas acabou perdendo seu estúdio e indo morar na rua. Foram longos anos, até que um homem cruzou seu caminho.



Não ter um teto é uma das maiores negligências e violações aos direitos humanos, já que todos têm o direito a um lar, comida, dignidade e emprego.

Definitivamente, as pessoas que estão nas ruas estão ali por algum motivo e, com certeza, não querem ficar ali, gostariam, sim, de um trabalho, de melhores condições e de esperança.

Richard Hutchins, de 62 anos, já tinha sido um artista de sucesso, trabalhando com nomes famosos do segmento de entretenimento, mas acabou perdendo tudo, inclusive seu estúdio em Santa Mônica, na Califórnia (EUA), que foi completamente destruído. Sem dinheiro e casa, ele foi morar nas ruas de Los Angeles, mas não perdia a esperança de retomar sua carreira.


Tudo mudou quando uma van passou exatamente no local onde Richard estava, dirigida por Charlie Rocket, um ex-empresário, que já ganhou um Grammy e até foi modelo da Nike, mas desistiu de tudo quando descobriu que tinha um tumor.

Aos 29 anos, a experiência de sobreviver a um câncer cerebral o levou a criar uma ONG e viajar pelo país ajudando outras pessoas. Charlie e Richard conversaram e se conheceram naquele dia, e ele perguntou qual era o maior sonho do sem-teto, que imediatamente respondeu que gostaria muito de entrar em um museu e ver uma de suas pinturas penduradas na parede. O jovem se comoveu e imediatamente decidiu começar uma cruzada para ajudar aquele senhor, compartilhando sua história com seus seguidores nas redes sociais.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@charlie.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@charlie.


Em apenas três horas, eles já tinham conseguido arrecadar mais de R$ 200 mil, dinheiro que seria destinado para a recuperação de Richard, que precisava se reerguer. Mas aquilo era apenas o começo, pois a ONG de Charlie começou a vender os quadros do artista no site, e os lucros foram subindo cada vez mais.

Quando tinham atingido R$ 250 mil, Charlie contou a todos uma surpresa: uma importante galeria de arte de Los Angeles havia concordado em expor a arte de Richard, uma oportunidade imperdível, totalmente compatível com o sonho daquele senhor.

Na primeira noite do evento, uma das pinturas foi leiloada por cerca de R$ 120 mil e, cada vez mais, seus ganhos têm aumentado, inclusive ele está próximo de ganhar o primeiro milhão de dólares. Mas, para aquele senhor, a fama e a fortuna não importam, a única coisa que ele deseja agora é ajudar os artistas de rua que encontrar.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@charlie.


Aquele encontro casual de duas almas que sofreram muito fez com que Richard conseguisse R$ 500 mil em doações, ganhando cada vez mais com a venda dos seus quadros. Atualmente, ele possui um site destinado exclusivamente para venda dos seus produtos. Quanto a Charlie, ele conta toda a história do amigo nas redes sociais. Vale a pena conferir!

Sem se importar com preconceito, homem vira manicure influente no país e hoje atende famosas!

Artigo Anterior

“Não estamos aqui só para ter bebês ou cuidar de homens”, diz Salma Hayek após críticas ao seu corpo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.