Comportamento

Depois de desabafo por falta de clientes na inauguração viralizar, esfiharia de SP bate recorde de vendas

capa fb Apos desabafo por falta de clientes na inauguracao viralizar esfiharia de SP bate recorde vendas

Rodrigo inaugurou o local, mas ficou desolado quando percebeu que nenhum cliente entrou na esfiharia. O desabafo nas redes sociais fez o negócio viralizar.

O sonho de abrir um negócio próprio faz parte da vida de milhões de brasileiros que buscam driblar a inflação e a crise econômica oferecendo produtos feitos artesanalmente. A quantidade de pessoas autônomas no país aumentou nos últimos anos, como apontam dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 25,4 milhões de brasileiros trabalham por conta própria, apontando um recorde da série histórica.

Os cortes de vagas em empregos com carteira assinada e a taxa de desemprego no país denotam a necessidade de muitas pessoas precisarem criar estratégias para sobreviver, o que inclui o trabalho autônomo. São muitos os cidadãos que abrem um negócio na esperança de conseguir arcar com as despesas da família e melhorar o padrão de vida.

Para Rodrigo Neves, encarregado de liderar a segunda unidade da esfiharia Godines, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, tudo corria bem. A inauguração estava marcada para o dia 7 de fevereiro, e ele conta, segundo reportagem da TV São Bernardo, que estava ansioso para esse momento. Acordou às 7h para comprar os insumos que faltavam no estabelecimento e às 17h30 ele e sua equipe prepararam a massa e os recheios.

O rapaz de 24 anos explica que fez a divulgação pelas redes sociais e esperava que as pessoas comparecessem ao local, que abriu às 18h30 do mesmo dia. Porém, nenhum cliente apareceu, o que abalou o gerente, já que o trabalho para abrir o restaurante e preparar todos os alimentos tinha sido grande.

Rodrigo desabafou em sua conta pessoal do Twitter, dizendo que a inauguração da sua esfiharia era um sonho antigo, mas infelizmente ninguém tinha aparecido. Mostrando força em um momento tão delicado, ele disse que acreditava nos planos de Deus e que jamais ia desistir de fazer a esfiharia funcionar.

2 Apos desabafo por falta de clientes na inauguracao viralizar esfiharia de SP bate recorde vendas

Direitos autorais: reprodução Twitter/ @nevesguigo

Em pouco tempo, Rodrigo viu a sua publicação viralizar, e em poucos minutos já tinha mais de 500 curtidas. A postagem já ultrapassou os 240,8 mil likes, e o que era apenas um desabafo, virou a solução para a tristeza. No dia seguinte, muitas pessoas foram à esfiharia, sensibilizadas pelas palavras do gerente, incluindo desconhecidos.

Rodrigo conta que chegou a vender 304 esfihas naquele dia, que custam entre R$ 5 e R$ 7, um recorde de vendas que ele não esperava. A surpresa não poderia ser melhor, e veio junto com o trabalho dobrado, que só rendeu bons sentimentos e a certeza de que está no caminho certo.

Trabalho e profissionalismo

O jovem começou a trabalhar na primeira unidade da esfiharia em 2018, e conta que, em seu primeiro dia de trabalho, pegou um dos maiores movimentos da história do restaurante. Com orgulho, ele deu conta do serviço — era responsável por tirar as esfihas do forno, encaminhando-as ao delivery.

O comprometimento com o trabalho rendeu frutos, e em apenas quatro meses ele se tornou responsável por todo o setor de produção de esfihas. No ano passado, aproveitando o empenho do funcionário, Rogério Fernandes, fundador da marca Godines, informou que estava planejando abrir uma segunda unidade e queria que Rodrigo fosse o gerente.

Sem conseguir acompanhar de perto o andamento da unidade, o dono passou para Rodrigo a função de tomar conta de tudo. Com a pandemia da covid-19, o estabelecimento ficou funcionando apenas por delivery, mas a vacinação da população fez os animou a abrir o espaço para consumação.

0 %