publicidade

Depois de estudar com livros do lixo, ex-doméstica se forma em direito e passa na pm

Andreia, que já chegou a morar debaixo de uma lona, com o marido e o filho, conseguiu mudar de vida depois de estudar com os materiais que o companheiro, gari, recolhia do lixo.



Algumas pessoas conseguem dar uma reviravolta na vida, elas saem de uma realidade de desesperança e limitações e, através da própria dedicação, superam as dificuldades e constroem um futuro próspero e mais feliz para si mesmas e aqueles ao seu lado.

Esse é o caso de Andreia Guimarães Tavares, de 32 anos, que vive com a família em Goiânia. Quem a vê hoje, recém-formada em direito e aprovada em um concurso da Polícia Militar, nem imagina o que ela teve de superar até aqui.

Em 2003, ela e o marido, José Francisco, saíram do Pará e foram para Goiânia, em busca de uma vida melhor, junto com o filho, que atualmente está com 16 anos. O começo foi muito difícil para eles – José encontrou emprego como gari rapidamente, mas até o salário “cair”, eles precisaram morar debaixo de uma lona. Foi assim por dois meses.


Logo depois, conseguiram alugar um cômodo e as coisas melhoraram um pouco. Quando o filho do casal completou 6 anos, Andreia começou a trabalhar como doméstica para ajudar no sustento da família.

No entanto, ela desejava mais para sua vida, e começou a se dedicar aos estudos. Voltou a estudar e concluiu o ensino médio, com um grande apoio do marido: ele recolhia livros do lixo para que ela pudesse ler e adquirir conhecimento.

Os livros, que em sua maioria eram obras literárias, ajudaram muito Andreia no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ela teve ótima pontuação em redação e com isso conseguiu bolsa integral para cursar direito.


Sua dedicação e comprometimento com o estudo e com uma vida melhor para a família também fizeram com que fosse aprovada no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) antes de terminar a faculdade.

No entanto, as conquistas não param por aí. Em 2016, Andreia decidiu prestar concurso para iniciar uma carreira de oficial da PM, ela sabia que essa era uma grande oportunidade de ganhar mais e ter estabilidade.

A concorrência era grande, dez vagas para para 2,5 mil inscritos, mas ela não desistiu e conseguiu ser aprovada. Ao G1, Andreia contou que estudava durante a rotina: nos pontos de ônibus, durante as tarefas de casa; não tinha muito tempo específico para estudar, mas ainda assim conseguiu ser vitoriosa.

A realidade da família melhorou muito até agora, e Andreia não deseja parar por aí. Seu próximo objetivo é ser promovida a tenente e chegar à posição de coronel.

Andreia é muito grata ao apoio do marido, que continua sendo gari. Ela reconhece que ele se esforçou muito para que ela pudesse ter bons materiais para estudar, e que agora é o momento de retribuir sua dedicação. O plano é que José também conclua o ensino médio e faça um concurso para a Segurança Pública.

Da lona, o casal agora tem casa própria, carro, moto e também um filho muito bem encaminhado no estudo.

Um grande exemplo de transformação de vida, persistência e apoio.

Que histórias como essa se tornem cada vez mais comuns!

Compartilhe o texto em suas redes sociais!

 

 Direitos autorais das imagens utilizadas no texto: arquivo pessoal.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.