Pessoas inspiradoras

Depois de ser rejeitado em vários empregos, jovem autista combate preconceito abrindo o próprio negócio!

Esse jovem provou que nada pode abalar sua força de vontade. Uma história muito legal de superação!



Para as pessoas com algum tipo de deficiência, “encaixar-se” na sociedade, muitas vezes, pode ser bastante dificultoso. Ainda que se mostrem bastante dedicadas e preparadas, seja nas relações pessoais ou mesmo no âmbito profissional, podem ser alvos de discriminação e precisam encontrar maneiras de seguir seus caminhos sem se deixar abalar pelas dificuldades.

Esse é o caso do jovem estadunidense Clay Lewis, que possui autismo. Desde muito jovem, ele tentou encontrar um emprego que lhe permitisse exercitar a independência e ter a própria renda. Procurou especialmente em restaurantes de fast food, mas nunca teve sucesso.

Apesar de se sentir desanimado com essa situação, ele não permitiu que ela tirasse suas forças. Ao analisar sua situação, percebeu que a melhor coisa que poderia fazer por si mesmo era abrir o próprio negócio.


Então, aos 16 anos, realizou pesquisas de mercado em sua região e decidiu abrir uma empresa de limpeza de lixeira, pois não havia muita concorrência.

A empresa, chamada Clay’s Bin Cleaning, foi aberta com a ajuda de sua mãe, Laura Lewis, que apoiou o filho em sua empreitada pessoal.

Clay limpa as lixeiras com rodas, que ficam nas ruas de sua cidade, e também se oferece, aos clientes mais frequentes, para limpar as lixeiras da cozinha.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Clay’s Bin Cleaning.


Em entrevista à ABC, o jovem disse que, ao longo do primeiro ano de empresa, aprendeu que é muito importante fazer um bom trabalho para fidelizar os clientes, por isso acaba fazendo alguns serviços “extras”, como enrolar suas mangueiras.

O negócio deu tão certo que Clay chegou a contratar uma equipe extra para ajudá-lo.

É claro que nem tudo são flores. Clay, muitas vezes, tem dificuldade com o cheiro do lixo, por conta do distúrbio de processamento sensorial, e também com as larvas, mas permanece firme no próprio negócio, que lhe traz um sentimento de autovalorização muito especial.

Laura, que leva o filho aos lugares e gerencia os agendamentos, disse que é “incrivelmente satisfatório” ver seu filho ganhar o próprio dinheiro e ter uma boa experiência para colocar em seu currículo, mencionando que a taxa de desemprego e subemprego das pessoas com deficiência é alta.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Clay’s Bin Cleaning.

Ela ainda diz que, quando o jovem terminar a escola, terá um negócio para tocar e será capaz de ser independente.

Com o passar dos meses, Clay foi evoluindo em seu papel dentro da empresa, aumentando suas habilidades através do treinamento dos seus funcionários e do contato com os clientes.

Ele ainda pensa em expandir o negócio para lavagem e limpeza de automóveis, depois que ganhou um limpador de pressão.


Que grande espírito de empreendedorismo. Com o suporte da mãe, ele está superando preconceitos através do próprio sucesso!

Desejamos todo o sucesso a Clay!

Compartilhe sua história nas redes sociais!


Não me importo com quem fala mal de mim em minha ausência. Uma hora as máscaras caem!

Artigo Anterior

Esse cãozinho foi encontrado a 700 km de distância depois de ser raptado. Reencontro incrível!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.